Não permita que as redes sociais invadam seu relacionamento.

Não permita que as redes sociais invadam seu relacionamento.
Avalie esse artigo

Já ouvimos muito sobre como a tecnologia pode ser uma dádiva. E é! Afinal, podemos falar com pessoas de países diferentes em um intervalo de segundos. É incrível, não? Podemos conhecer o crush por sua rede social e stalkeara pessoa apenas com algumas fotos postadas no Instagram.

Podemos descobrir curiosidades que nunca pensamos que pudesse existir e podemos conhecer o mundo sem desgrudar os olhos da nossa tela do celular. E talvez, você esteja lendo-me por essa mesma tela.

A tecnologia é repleta de vantagens. As redes sociais, provenientes dela, são tão benéficas quanto ela própria. Mas sempre há o excesso. E o excesso, normalmente, pode ser causado por elas – as temidas e idolatradas redes sociais.

Ver também: Quero me divorciar, mas ele não quer

Tornar o relacionamento uma farsa, já virou moda entre os famosos. Entenda como não seguir essa “tendência”.

De início, vejamos um exemplo das telinhas e que hoje é tão verdade que pode nos causar arrepios: amor.com é uma comédia romântica, dirigida por Anita Barbosa, que contará a história de dois youtubers que vivem um relacionamento para seus seguidores, portanto seu relacionamento é apenas uma vitrine.

Não parece algo só do cinema, não é? Nem mesmo uma ficção. É tão natural vermos relacionamentos baseados apenas na fama ou para aumentar as notícias daquela pessoa especifica que acaba sendo algo rotineiro. Mas não se engane! Não é apenas os “famosos” que estão propícios a isso. Nós, meros mortais, estamos tão vulneráveis quanto.

Existem várias maneiras do mundo virtual afetar o casal. O primeiro citado – do caso acima – é aquele de quando tal relacionamento é exposto de maneira excessiva. Quando suas fotos de onde estão sempre são postadas, de suas trocas de carinho se restringirem a legendas fofas no Instagram, de a cada minuto, algo dos dois juntos ser postado no Snapchat.

Esse tipo de relação é calcado no que as pessoas que o assistem pensam deles. É uma relação que se mantém porque os outros querem que se mantenham. Claro que sempre queremos postar foto do nosso amor conosco em algum lugar bonito. Uma legenda fofa para dizer o quanto que o ama e mal pode esperar para vê-lo de novo.

Mas, como dito, deve-se evitar o excesso. Esta explosão de fazer tudo demasiado é o que causa essa interferência maléfica do mundo virtual em seu relacionamento, deste mundo virtual composto de pessoas que nem sempre buscam o bem do casal. Portanto, é bom compartilhar seus momentos bons, mas é essencial que guarde os melhores para si.

Se seu relacionamento está desgastado devido as redes sociais, é hora de dialogar com seu parceiro. Venha entender como!

Então, seguimos para a próxima visualização desse mundo virtual: uma escravidão das redes sociais. Não conseguimos viver sem estarmos conectados, sem procurarmos a próxima rede wi-fi, sem perguntarmos o que aconteceu com fulano de tal que mora a quilômetros de você.

Temos essa necessidade de procurarmos conversar com amigos que nem estão por perto e negligenciar aqueles que estão. De conversar com pessoas via as redes sociais e esquecer que existe algo mais importante do que isso: o toque, a conversa olho-a-olho. Devemos entender a importância destas pequenas coisas para entendermos quão prejudicial é o excesso das redes sociais quando se está com seu parceiro.

Na maioria das vezes, a culpa não é sua. Você quer vê-lo. Você quer estar com ele e ouvi-lo e senti-lo e provavelmente, ele estará respondendo as mensagens do Whatsapp ou checando as Stories de alguém no Instagram.

Ou talvez nem seja ele, seja você. É primordial que ambos entendam a importância de estarem juntos. A importância de terem aquele momento só para vocês e não para alguém que não deveria afetar sua relação.

Partindo desse princípio, devemos entender que, muitas vezes, as redes sociais acabam atrapalhando o diálogo entre duas pessoas que se envolvem e o diálogo é o alicerce de todo relacionamento. Aquilo que o nutre. O essencial que o faz sobreviver a piores das crises.

Parece dramático? Gostaria que fosse, pode chegar a ser pior que isso. Não veja o diálogo como algo que pode ser menosprezado ou deixado para depois. O diálogo nunca pode ser deixado de lado, principalmente por algo que você pode fazer depois. E, afinal, é tudo que as redes sociais por um prazer excessivo e desgastante é: algo que você pode deixar para fazer depois.

Portanto, tente ser clara diante disso: você usa as redes sociais demais? Não sabe dizer? Veja os seguintes pontos:

  • Você deixa de aproveitar o momento a sós para checar algo não tão importante no celular?
  • Você deixa de manter uma conversa porque precisa checar a conversa em seu grupo preferido de Whatsapp?
  • Você já esqueceu algum encontro com seu parceiro porque ficou tempo demais vagando na timeline infinita do Facebook?

Provavelmente, deve existir coisas piores que isso, como: esquecer que está inserida numa conversa porque está inserida em outra no telefone. Antes que comece dizendo que seu parceiro deixa de fazer aquilo ou isso, é preciso que mostre o que você deixa de fazer. Antes de apontar todos os defeitos do outro, aponte o seu. Isso é necessário para que possa mostrar ao seu companheiro coisas que estão faltando em seu relacionamento.

Feito isso, observe agora o que ele está deixando de fazer: sempre no celular? Sempre nas conversas em grupo ou no próprio Facebook? Está na hora de sentar com ele e lhe informar que não é assim que um relacionamento saudável irá se manter.

É necessário que estabeleça momentos que serão só seus. Permitir que pessoas fora do relacionamento invadam tal momento por meio do celular é permitir que seu relacionamento se desgaste aos poucos porque, afinal, é isso que irá acontecer. Sem um contato, sem um dialogo mútuo, é quase impossível que se mantenham unidos, a não ser que seja convencional, mas é isso que procura? Um relacionamento convencional e não um relacionamento feliz?

As redes sociais podem ser uma benção, não a deixem que se tornem um maleficio para sua relação.

A busca por um relacionamento feliz e saudável é aquilo que nos movimenta, muitas vezes, mas é de extrema importância que saibamos cultivá-lo. Um relacionamento não conseguirá se manter apenas porque você se esforça para tal. Fale com seu parceiro. Converse. Dialogue. Um diálogo de peito aberto e sincero é sempre o necessário para fazer com que duas pessoas se entendam e não permitam que o externo os afete.

 

 

 

 

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: