O amor e muito mais bonito! Brigar pra que?

O amor e muito mais bonito! Brigar pra que?
Avalie esse artigo

Desentendimentos acabaram se tornando comuns e hoje em dia são vistos por toda a parte, tanto em relações familiares quanto amorosas e amigáveis. Superá-las é uma tarefa bastante complicada, mas não é impossível.

As brigas são ocasionadas na maioria das vezes, por alterações emocionais e por isso é sempre bom manter-se em equilíbrio consigo mesmo para que isso não venha a acontecer e acabar gerando uma grande confusão.

Tudo na verdade, depende da intensidade com que foi gerada a briga. Sim, existem brigas bobas e brigas muito sérias e sim, todas podem ser resolvidas.

Mas ao invés de resolver qualquer problema que lhe surge na mente, por que não procurar manter o controle nessas horas? Nem sempre valerá a pena gastar saliva e energia com certas brigas e por esse motivo, listamos abaixo algumas maneiras de evita-las.

Ver também: 10 verdades que devem ser ditas a pessoa prestes a se casar

 

Algumas dicas para prezar pelo respeito à frente dos problemas e evitar desentendimentos pequenos e desnecessários:

Evite intrigas com seu cônjuge quando estiverem na presença de seus filhos. Evite brigar na frente de pessoas da família ou amigos. Se quiser conversar sobre algo que gerará brigas, faça-o de forma reclusa.

Admita sua culpa quando for culpada, e se desculpe. Tente nem sempre crer no que outras pessoas lhe dizem. Se você tem dúvidas sobre seu relacionamento, pergunte diretamente ao seu parceiro ou a si mesma.

Evite levar os conflitos para o lado pessoal, não é bem assim. Seja positivo e saiba que tudo ficará bem a tempo. Tente entender a personalidade de seu cônjuge. Se você sabe que algo o deixa nervoso, evite fazê-lo.

Aceite seu cônjuge como ele é, na verdade. Decida não entrar em uma discussão, antes da briga, e mantenha sua decisão. Identifique os lados negativos do temperamento de seu cônjuge e os aceite com paciência.

9 dicas para evitar brigas intensas no seu relacionamento: 

1. Analise a situação de várias formas:

Aprender a se colocar no lugar do outro é uma das coisas mais importantes dentro de uma relação e fazendo isso corretamente, você evitará brigas desnecessárias. Apenas olhe seu lado na história e olhe também o lado do outro, para que você possa tentar entender a problemática que foi gerada ali.

2. Pense se vale a pena iniciar uma briga:

Nem sempre vale a pena discutir por algo, principalmente quando se trata de coisas pequenas e irrelevantes. Saiba ter filtro perante as situações para que as brigas pequenas não leve seu namoro a um desgaste com o tempo.

3. Saiba como se comunicar:

Em momentos de raiva, apenas abrimos a boca e soltamos tudo que está nos incomodando… Pare e pense antes de falar algo, pois uma vez dita, não há mais volta e tudo pode ir por água abaixo.

4. Não tente resolver nada de cabeça quente:

Um dos maiores erros no relacionamentos é não saber esperar o momento certo para se ter aquela conversa séria. Não adianta tentar resolver as coisas com os ânimos aflorados, nada será definitivamente resolvido em momentos assim. O melhor a se fazer é esfriar a cabeça e quando os dois estiverem mais calmos, iniciar a conversa sempre respeitando um ao outro para eu não aconteça nenhuma exaltação novamente.

5. Não grite:

Muitas pessoas quando ficam nervosas tendem a alterar a voz e normalmente essas pessoas se relacionam com pessoas que não tem esse costume, então aí temos um grande problema: Mesmo que você grite, nada mudará! Seu parceiro apenas irá te ignorar o que fará com que você queira gritar ainda mais para que ele te dê atenção e ele não vai te dar a atenção que você quer. 

Quando o caso é de duas pessoas que se alteram muito fácil, pode resultar em agressão física e sabemos que isso não é nada legal em uma relação.

6. Não usar brigas antigas para justificativa:

Estamos de cara com a técnica mais usada nas brigas entre casais, as brigas antigas! Costumamos dizer, na verdade, que isso não passa de imaturidade. Não existe um por que lógico para que você justifique sua briga atual com algo que aconteceu a 3 meses atrás, já aconteceu, deve ficar lá atrás. Essa “técnica” é infalível para desencadear grandes e até pequenos términos de relacionamentos. 

7. Não brigue por conta de diferenças:

Se tem algo que não vale a pena é entrar em uma discussão por simplesmente não aceitar opiniões que contradizem as suas. Cada um nasceu e foi criado de forma diferente e consequentemente com isso, possuem valores e ideais também diferentes e não há nada de errado nisso, não é? Só porque seu parceiro não pensa da mesma forma que você em relação a alguns assuntos, não significa que você tenha que começar uma briga com ele 

8. Não culpe e não aponte erros:

Muitas vezes, tentamos justificar as imperfeiçoes de nossos parceiros apontando seus erros e isso é algo muito triste de se fazer com alguém! Todos estamos nesse mundo para aprender e aprender com nossos erros é a maneira mais eficaz de se evoluir verdadeiramente.

Não vai adiantar muita coisa você apontar os erros de seu parceiro e culpa-lo pelas coisas estarem como estão. É necessário olhar para si mesmo e ver que todos temos nossos defeitos e só devemos aprender a lidar com eles. 

9. Evite reclamar automaticamente:

Temos também mania de achar que nada está bom, quando na verdade é apenas uma necessidade nossa de reclamar, reclamar e reclamar. Assim fica bem chato, né?

Procure sair desse ciclo de reclamação, pois isso gera uma onda de estresse muito grande e também faz com que seu parceiro comece a te achar chata e insuportável.

Essas foram algumas maneiras de evitar que seu relacionamento passe por estresses desnecessários por conta de brigas! É essencial sempre que você busque se portar bem diante das situações para que não acabe caindo em uma briga que na verdade nem deveria começar.

Não vale a pena gastar momentos de nossa vida a dois brigando, vale muito mais a pena ser feliz e buscar sempre compreender o próximo e dessa vez, não só seu companheiro e sim todos a sua volta.

 

 

 

 

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: