O que é preciso para que você e seu parceiro tenham química?

O que é preciso para que você e seu parceiro tenham química?
Avalie esse artigo

Em algum momento da sua vida você já deve ter pensado: “Será que bateu a química?”. A verdade é que essa tal química no relacionamento é uma “força misteriosa” que atrai duas pessoas e faz com que elas se sintam confortáveis juntas ao ponto de não quererem mais se largar.

Muita gente acha que essa atração só acontece por meio do desejo físico, mas não. A química não diz respeito só ao corpo e muito menos ao sexo.

A atração sexual é só um tipo de química dentro de um conjunto de fatores que formam um relacionamento. Seja para um novo relacionamento ou para relacionamentos antigos (namoro e casamento), a relação será muito mais alegre e saudável quando existe a química em suas diferentes formas.

Ver também: Como descobrir se seu ex namorado ainda gosta de você? 

Tipos de química no relacionamento:

Química intelectual

Trata-se das ideias em comum. Você percebe que vocês têm os mesmos desejos e ideais. Essa compatibilidade é um sinal que as coisas podem se dar bem no futuro, pois quando o ponto de vista é o mesmo, o interesse por debater e conversar é muito maior.

E um relacionamento só sobrevive a base da conversa. Também é considerada química intelectual quando ambos agregam coisas novas um ao outro.

A relação costuma ser tão boa que mesmo você não entendendo do assunto, você está disposta a ouvir a teoria dele, ou vice-versa. Na prática, ele pode deixar de fazer alguma coisa para conhecer mais sobre seus gostos pessoais, e isso é bom!

Neste caso, não tenha medo das discussões. Expor seu lado é tão importante quanto ouvir a versão dele. Quando você compartilha argumentos, de forma pacífica você está mostrando estar disposta a entrar em um objetivo comum.

 Química na conversa

Não necessariamente vocês compartilham a mesma opinião, mas vocês acabam falando a mesma língua, literalmente. Vários estudos mostram que um casal em relações íntimas pode ter, sim, um papo muito parecido, inclusive com palavras similares.

 Química social

Você já ouviu falar em dupla dinâmica? A química social é a relacionada aquele casal divertido, que não perde o bom humor nunca, e o melhor: que as outras pessoas adoram a companhia.

A verdade que nem tudo é um mar de rosas, mas as relações sociais ajudam a diminuir a tensão do casal, ou seja, é quando o casal não deixa que os problemas dos dois afetem a relação social deles com os outros.

Compartilhar momentos divertidos com outras pessoas é tão importante quanto guardar um momento só para vocês. Além disso, esta é uma ótima forma de conhecer melhor os amigos dele, e vice-versa. Sem dúvida, esta atitude é vital para a saúde da relação.

Química financeira

Quando falo em química financeira, não quero dizer que a conta bancária dele precisa ser a mesma que a sua. Pelo contrário, a química financeira está relacionada aos objetivos em comum, ou seja, na hora de se conter financeiramente ou gastar, ambos compartilharão o mesmo desejo.

É importante dizer que o dinheiro não rege a vida a dois. No aperto financeiro, opções de baixo custo, como jantar em casa ou ir a um evento gratuito, não podem ser um problema para vocês. É assim que você percebe que a sintonia do casal está melhor que nunca.

Química física

Quando falamos em química no relacionamento, a maioria das pessoas relacionam ao físico, pois trata-se de algo imediato, aquela vontade louca de ficar com a pessoa desde o primeiro encontro.

A atração física transforma qualquer relacionamento em algo arrebatador, pois estamos falando de uma abundância hormonal. Se o desejo pelo parceiro é maior, certamente a relação será mais acesa, principalmente quando o assunto é sexo.

Preciso dizer que a química física é algo facilitador para o início de um relacionamento, afinal, nós nos interessamos de imediato por quem nos chama atenção fisicamente. Entretanto, na maioria das vezes, isso não é o suficiente para construir uma relação bem sucedida.

Eu costumo dizer que a química física é essencial para a paixão, onde se vive grandes emoções, mas não é algo imprescindível para o amor.

Química no sexo

Quando falo que a química física afeta diretamente o sexo é porque não necessariamente o casal que teve aquela química física terá química sexual.

Se no encontro, o único lugar onde o casal quer estar é na cama, então, sim, vocês saíram da química física e tiveram a química sexual.

Mas se na conversa rolar aquele sentimento fraternal, de amigo mesmo, então a química ficou na física. O tesão é essencial para a química sexual.

É normal que com o tempo essa química sexual diminua gradualmente, mas isso não significa que ele perdeu o tesão em você ou você nele. Pode ser um sinal de que apenas a relação caiu na rotina.

Para isso, não se sinta intimidada em experimentar coisas novas, seja uma nova posição, um lugar diferente, um brinquedo ou algo que você leu em um livro ou viu em um filme. O antídoto para manter a química sexual sempre presente é se deixar levar pelo prazer e não ter vergonha de inovar.

O que fazer quando não existe química entre vocês?

Em alguns casos, vocês não têm aquele “tchan” e não adianta insistir. Mas quando há amor e vontade de continuar junto, você pode fazer algumas coisas para estimular essa química.

1 – Tenham conversas picantes

Lá pelo meio do dia, enquanto seu amor estiver no trabalho, mande uma mensagem picante sobre algo que vocês dois curtam juntos.

Provoque-o sutilmente, sugerindo que você está pensando nele naquele momento. Depois de algumas trocas de mensagem, diga que precisa fazer algo e saia, não dê mais continuidade ao assunto.

2 – Capriche no beijo de língua

Se o relacionamento esfriou ou a química se perdeu, você precisa rever os momentos em que vocês se beijam. Se já entraram na onda do selinho, vamos mudar isso. O beijo de língua é importante para acender a paixão.

Na despedida para o trabalho ou em um momento inesperado, como quando esperam o jantar ou assistem a um filme qualquer, aproxime-se dele olhando-o nos olhos e, depois, olhe para a boca… Chegue mais perto e beije-o de verdade, segurando-o pela nuca.

3 – Dê um longo abraço nele

Diz uma pesquisa britânica (não consigo recordar o nome do instituto que a realizou) que ficar abraçado de corpo inteiro a uma pessoa por mais de 60 segundos estimula pensamentos sobre sexo.

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: