O que fazer quando você descobre que ele não é o príncipe que parecia ser?

O que fazer quando você descobre que ele não é o príncipe que parecia ser?
Avalie esse artigo

Você já se deparou com a seguinte pergunta: o que fazer quando o homem que eu amo não é um príncipe encantado? Pois eu tenho algo a revelar a você: príncipes encantados simplesmente não existem! Por culpa dos pais ou da sociedade como um todo, muitas mulheres cresceram com a ideia de que um dia conheceriam o homem perfeito para ser o seu par.

Isso não significa que você nunca vai encontrar um amor de verdade e que possa ser muito feliz com ele. No entanto, ele estará longe de ser um príncipe encantado.

Se você entende príncipe encantado como um homem perfeito, pode tirar o cavalinho da chuva, você não existe homem apenas com qualidades, como ser lindo, forte, destemido, rico e disposto a fazer de tudo para salvá-la, inclusive, arriscar a própria vida e lutar com dragões, além de ter um belo cavalo branco.

Ver também: O que fazer quando ele reclama do relacionamento de vocês

Mesmo se adaptarmos a história para a nossa realidade, sendo os dragões todos os problemas que existem na vida, e o cavalo podendo ser substituído por um luxuoso carro, é praticamente impossível encontrar um homem assim, que beira a perfeição.

Em primeiro lugar, pessoas perfeitas não existem, nem os homens muito menos nós, mulheres; segundo, nós mesmas devemos aprender a resolver os nossos próprios dragões.

Mesmo que eu, você e outras mulheres saibamos que príncipes encantados não existem, acabamos buscando, mesmo que de um jeito inconsciente, homens que possuam apenas qualidades.

O que não quer dizer que devemos nos satisfazer com qualquer tipo de cara, ficando com homens cheios de defeitos, inclusive os caras que nos magoam e não nos valorizam. Mas também não dá pra ficar procurando por algo que nunca acharemos.

COMO AGIR SE O HOMEM QUE EU AMO NÃO É UM PRÍNCIPE ENCANTADO?

Assim como todas as mulheres possuem qualidades e defeitos, o mesmo acontece com os homens e saber respeitar a individualidade de cada um, com seus aspectos positivos e negativos, é o grande desafio da vida. Isso não é necessário apenas nas relações amorosas, mas também em todos os relacionamentos interpessoais.

Se nós temos pais, mães, irmãos, amigos e outras pessoas com defeitos e nem por isso as deixamos de amar, por que não podemos fazer o mesmo com o homem pelo qual nos apaixonamos? Além disso, quando nos interessamos por um homem, é bem provável que ele tenha também as suas qualidades, senão, por que você terá ficado a fim dele?

E mais: quando nos decepcionamos com a pessoa que amamos, na realidade, pode ser mais culpa nossa do que do outro. Ou seja, se você começa a namorar um homem, que você sabe que possui defeitos com os quais não consegue conviver, por que decidiu ter uma relação com ele?

Muitas pessoas dizem que o namorado ou marido mudaram o seu jeito depois de um tempo de relação. Eles eram legais, companheiros e fiéis e depois mudam completamente? Ou foi você quem fechou os olhos por que estava apaixonada?

Claro que as pessoas, nesse caso, os homens, podem mudar o seu jeito de ser com o passar do tempo, mas nós também e aí, quem é que mudou primeiro?

A questão não é colocar a culpa em alguém, mas olhar para si mesmo e perceber que as coisas estão relacionadas umas com as outras. Além disso, é preciso pensar o seguinte: o homem que eu amo não é um príncipe encantado, mas e eu? Sou uma princesa?

O QUE FAZER SE O HOMEM QUE EU AMO NÃO É UM PRÍNCIPE ENCANTADO

Quando você finalmente perceber que os príncipes encantados existem apenas nas histórias infantis, as quais podem ter sido grandes influenciadoras negativas dessa situação, ou por conta dos seus pais ou quem mais lia para você essas histórias e nunca se deu ao trabalho de salientar que se tratavam apenas contos de fadas, o que fazer?

Na realidade, não existe muito a fazer, a não ser encarar os fatos.Mas se o homem que você ama, além de não ser um príncipe encantado é um verdadeiro sapo (com todo o respeito aos animais desse tipo), talvez esteja na hora de você partir para outra.

Príncipe encantado você nunca vai achar, mas é possível encontrar um homem que te ame, que te respeite, que te valorize, que seja fiel, que se mantenha companheiro e tudo o que mais você procura, desde que você faça algumas concessões e aceite alguns defeitos.

A partir do momento que aceitamos as pessoas como elas são e não exigimos que superem as nossas expectativas, ou seja, aquilo que nós criamos como algo perfeito que deve ser alcançado, tudo fica mais fácil.

Lembre que valorizar as pessoas, inclusive os homens com os quais temos relações amorosas, buscando suas qualidades, é mais do que importante para o sucesso do seu relacionamento.

Antes de você apontar o dedo e listar todos os defeitos que o seu namorado ou marido tem, faça uma lista com os seus próprios defeitos e veja que é bem possível que ele faça concessões também ao estar com você.

Além disso, se você escolheu um homem que você não admira para estar ao seu lado, de quem é a verdadeira culpa? Uma olhadinha no espelho pode responder a essa pergunta.

O HOMEM QUE EU AMO NÃO É UM PRÍNCIPE ENCANTADO: DICAS FINAIS

Apostar no bem do relacionamento também é uma forma de enxergar o príncipe encantado que existe dentro de todo o homem.

Ou seja, você não deve apenas esperar que ele invista na relação, convidando você para um jantar romântico, preparando uma noite especial, organizando uma viagem, etc. Você também pode e deve tomar a iniciativa para melhorar o relacionamento.

Claro que não precisa esperar por uma crise para apimentar a relação, inclusive, na cama. Ir a um motel, propor brincadeiras eróticas, passeios a dois e mais o que você gostaria de fazer para deixara relação mais picante são propostas que você mesma pode sugerir.

Ao fazer isso, tomar a iniciativa, automaticamente você estará estimulando o homem que você ama a também pensar e fazer coisas para o namoro ou o casamento não cair na monotonia.

Tudo isso é importante porque, muitas vezes, a mulher pode pensar que encontrou, finalmente, o príncipe encantado, isto é, um homem do jeito que ela queria. Porém, com a primeira crise, essa mulher vai perceber que ela estava totalmente errada.

A questão é que até alguma coisa não der errado, tudo vai parecer um mar de rosas, aí quando acontece um transtorno, você começa a enxergar apenas a parte ruim, como os defeitos do seu amor.Mas isso não adianta, pois mais cedo ou mais tarde haverá uma discussão, um desentendimento.

Mesmo que vocês sejam muito parecidos, é bastante difícil um relacionamento durar anos sem nem sequer uma discussãozinha. E mais: quando são baseadas no respeito, discussões sobre determinados assuntos são importantes é muito saudáveis, desde que não estimulem brigas.

Quando não existe nenhuma discussão, é provável que você ou o homem que você ama está apenas guardando para si algumas coisas, das quais não gosta, mas prefere deixar para lá e não começar uma conversa.

No entanto, de tanto engolir sapo, uma hora um dos dois pode explodir e, aí sim, a bomba poderá ser muito grande ao ponto de explodir para sempre a imagem do seu príncipe encantado.Siga essas dicas e continue a lutar pelo seu amor!

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: