Oito lições de Como Evitar a Rotina.

Oito lições de Como Evitar a Rotina.
Avalie esse artigo

O inicio de um relacionamento sempre tende a ser um mar de rosas. Sempre pensamos o quão bom e gratificante é estar com aquela pessoa que gosta, aquelas borboletas na barriga que parecem nunca ir embora.

Aquele amor que parece transbordar. Com o tempo, não quero dizer que ele vá embora, mas a rotina – aquela coisinha repetida de todos os dias – começa a se embrenhar dentro de qualquer relação.

Ver também: Veja alguns sinais negativos que podem estar prejudicando seu relacionamento

Nada que você não possa fazer. Aprenda as oito lições de como preservar seu relacionamento!

Acordar. Café. Trabalho. Cansaço. Casa. Aquela vontade de viver agarradinho, os beijos de boa noite, os beijos de bom dia e o de meio dia, acabam passando batido porque não temos tempo. Ah, podemos fazer isso depois.

Várias coisas começam a acontecer e acabam minando tal relacionamento. Não pense que algo disso é culpa sua. Não há ninguém a ser culpado. É bom que colocamos isso na cabeça. Coisas assim acontecem em relacionamentos longos. O cansaço toma conta, mas é essencial que ambos entendam que podem fazer de tudo para que a rotina não vire algo que dê o fim ao relacionamento.

A primeira lição é que: dialogue. Se considera que seu relacionamento está por um fio para adentrar naquele terreno que é a rotina, dialogue. Fale com seu parceiro, pergunte o que ele acha disso, argumente que há maneiras para que eles possam evitar essa mina que tantos casais já caíram.

Se quer que o relacionamento continue indo para frente, esse é o momento perfeito para que ambos sentem e entendam o que está acontecendo e façam o possível para se manterem na linha em que estão: quase eternos pombinhos.

Este primeiro passo não deve ser o passo mais difícil de todos. Afinal, pressupõe-se que vocês já possuem um bom diálogo. Vocês ainda estão naquele fervor de toques e mil amores, um diálogo para continuar nesse mesmo ponto é essencial. Então, não tenha medo de começar um dialogo saudável com seu parceiro. Seja sincera. Fale seus receios sobre cair na zona rotineira e pensem em meios que podem fazer com que não cheguem nem perto.

Acha que impedir a rotina é difícil demais? Calma aí! Sentem-se juntos e leia esse texto, tenho certeza que essa ideia vai mudar!

Mas caso chegue, talvez devamos prosseguir para a segunda lição: comece pelo mais simples, todo dia um carinho. Normalmente, nosso companheiro percebe quando o relacionamento caiu na zona rotineira, por isso, caso não queira expressar isso tão abertamente, seja mais carinhosa.

Dê um beijinho a mais quando acordar. Em um dia aleatório, faça um café da manhã mais bonita e o presenteie com algo mais. Pela noite, que tal um jantar diferente em uma terça feira? Um beijo mais longo ali. Um carinho que dure um pouco mais. Pequenos gestos que eram rotineiros no inicio do relacionamento, mas que agora são raros, deixe-os que voltem a ser o que eram antes.

Esta lição deve ser a mais prazerosa, não acha? É o momento que você pode usufruir dos melhores momentos com seu parceiro. Lembrando tudo aquilo que faziam antes e podem (devem) continuar fazendo. Considero que não seja necessário dialogar mais do que isso, mas como disse, é sempre deixar claro tudo que está acontecendo dentro do relacionamento para que ambos entendam a posição um do outro.

Entrou na zona rotineira. A rotina tomou conta de vocês, mas calma, ainda há tempo. A terceira lição diz mais sobre você: reorganize seu horário de trabalho. Não, a gente não está pedindo que deixe seu trabalho de lado e dê cem por cento de atenção para seu cônjuge.

De jeito e maneira nenhuma. Seu trabalho é tão importante quanto qualquer relacionamento, afinal seu trabalho é o que te faz independente. Então, tente mostrar ao seu cônjuge seus horários de trabalho, tente adaptar um momento que seja único de vocês. Uma sexta a tarde, por exemplo?

É o momento que ambos estão livres. Ou uma quarta pela manhã? O que acha de uma caminhada completamente fora de hora? Pequenas coisas que podem ser reajustadas e que os farão mais próximos irão impedir a rotina de se alimentar de vocês.

A quarta lição acaba sendo algo muito discutido blogs a fora: tire a tv do quarto. É uma verdade que não precisa de muita explicação. A televisão, além de diminuir a qualidade do sono, faz com que os dois durmam em momentos diferentes e por estarem prestando atenção a ela, muitas vezes, esquecem de manter uma conversa sobre o dia um do outro.

Isso faz com que coisas do cotidiano que poderiam ser conversadas ficam de lado. Seu parceiro acaba sabendo menos sobre seu dia e vice-versa, coisa que era o elo que os mantinha unidos.

Se mesmo assim, nenhuma dessas lições tiver te ajudando, a quinta lição pode acrescentar algo mais: separe um dia do casal. Algo que vocês fizeram pela primeira vez no primeiro encontro. Revivam experiências, revivam aventuras que os fizeram ficar mais próximos, como daquela vez em que foram a praia e descobriram algo interessante sobre o outro.

Esse dia deve ser de vocês. Não insira uma ida a casa da família nem um encontro com os amigos. É um dia de casal, portanto, se esforcem para permanecer assim. O melhor seria um dia no meio da semana, mas se não for, opte pelo sábado, descubram novos restaurantes ou novos lugares que nunca tinham ido na cidade.

Não deixe seu relacionamento cair na rotina. Siga as oito lições mais fáceis para ficarem longe dessa zona!

A sexta lição é tão importante quanto todas as outras: planos para o futuro. Dizem que quando um casal pensa junto sobre o futuro, as chances de permanecerem juntos são enormes já que eles tem aquela determinada meta a alcançar unidos. Portanto, planejem uma viagem. Planejem aquela visita para o museu da cidade ao lado. Coisas pequenas.

Entender como o outro pensa é uma lição essencial. Entenda porque ele prefere aquilo e não aquilo. Tente entender como funciona seus gostos e pensamentos. Dessa forma, o egoísmo de ambos é deixado de lado e busca-se uma harmonia e paciência.

Por fim, lembre-se que as redes sociais são importantes, mas nunca tão importantes. Embora essa lição já deva ser tão batida, é necessário que lembremos que as redes sociais ainda trazem o falecimento de muitas relações. E provavelmente, são o maior motivo de fazer com que a maioria delas caiam na rotina. Lembrem-se que as redes sociais são boas, mas nunca essenciais, não a façam tomar o tempo que deve ser destinado ao casal.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: