Os Sinais de uma Crise e Melhoria

Os Sinais de uma Crise e Melhoria
Avalie esse artigo

O amor e a vida de um casal podem torná-los muito felizes. Esta é, sem dúvida, a impressão da maioria dos casais que se amam e se compreendem. Infelizmente, no entanto, às vezes o casal tem problemas e dificuldades e o amor desaparece. Ela fala nesses casos de “crise” e tenta correr para o abrigo. No entanto, nem sempre é possível ser “oportuno” e agir no tempo, deixando de recuperar uma relação que só recentemente parecia idílica. Este guia irá explicar os principais sinais de uma crise de casal e as formas de compreendê-los e ser capaz de agir no tempo.

Entre os primeiros sintomas de uma crise, o mais sutil e menos ostensivo surge da prova de intolerância em relação àquelas pequenas diferenças entre os parceiros, que até há pouco tempo eram perdoados com um sorriso nos lábios.

Alguns dos exemplos mais adequados são o tubo clássico de pasta de dente mal espremida, a cinza de um cigarro jogada no chão ou todos os outros incidentes diários que parecem assumir uma gravidade fora da norma. Essas atitudes de aborrecimento são, portanto, o primeiro sintoma de intolerância ao qual você deve prestar muita atenção. Se, de fato, esses sinais são subestimados, geralmente outros seguem, acompanhados pelo desejo de vir a uma luta.

Ver também: Os Segredos da Felicidade dos Casais

Os sinais de uma crise contínua são então diferentes entre homem e mulher. De fato, os dois sexos (embora às vezes tentemos “comparar as diferenças”) diante da crise reagem com mais frequência de um modo diferente. Parece que os homens involuntariamente conseguem agravar sua posição em um momento difícil, reagindo com calma seráfica ou fingindo não sentir nenhum problema.

Eles tentam resolver esse estado de desconforto distraindo-se com a TV, com esportes entre amigos ou com sexo. Por outro lado, a mulher manifesta suas dificuldades com mais clareza, buscando o embate ou fechando-se em um mutismo capaz de se expressar melhor do que muitas outras palavras. Em qualquer caso, e seja qual for a reação dos dois, a tentação que une os dois sexos permanece a mesma: a traição e suas terríveis consequências.

Durante uma crise, especialmente se durar algum tempo, nenhum dos dois amantes (contanto que eles ainda estejam) deve subestimar o retorno tardio do parceiro, muitas vezes motivado por compromissos inesperados ou jantares de negócios, jogos de futebol ou cinema com os amigos.

As crises seguem mais ou menos a mesma tendência e o mais importante é poder alertar os sinais a tempo e não fingir nada, como acontece com frequência devido à preguiça ou ao medo do conflito. Se você perceber que não consegue resolver essa situação ruim (por exemplo, com o diálogo aberto entre os dois parceiros), é melhor tentar obter ajuda de uma pessoa de confiança (amigo, conhecido, testemunha de casamento, etc.) ou por um profissional (um psicoterapeuta ou um especialista em casal).

Por traição? Como continuar depois de uma traição

As coisas nem sempre acontecem na vida de um casal, como todos nós gostaríamos, às vezes devido a fatores diferentes, pode haver eventos que perturbam o todo, colocando uma pressão sobre todo o  relacionamento. Um desses poderia ser  traição. Quando você decide iniciar um relacionamento, nem sempre é levado em consideração que essa ação decorre do fato de que dois indivíduos com hábitos e personagens completamente diferentes decidem permanecer juntos. Neste guia, vemos se e como continuar depois de uma traição.

necessário

Desejo de mudar, de reconstruir o relacionamento da maneira certa. Ter a certeza, talvez depois de uma confissão de ser traição" rel="nofollow" target="_self" >traído, desencadeia uma série de emoções tão grandes e dificilmente contidas. O primeiro sentimento que vem à tona, talvez o que abre o caminho para os outros, é o ciúme, seguido de perto pela frustração e, finalmente, vem a raiva. Há muitas questões que prendem a mente, mas certamente a primeira que sai da boca daqueles que foram traídos é “por quê?”. Conhecer a motivação, no entanto, nem sempre pode nos ajudar a superar, mas às vezes pode tornar o processo de perdão muito mais difícil.

Superar um evento tão traumático quanto a traição pode ser, requer muito tempo e não menos importante um grande esforço psicológico. Às vezes podemos reagir dizendo a palavra “perdão”, mas infelizmente por trás dessa palavra a verdade nem sempre é escondida. Torna-se muito difícil perdoar se você não experimentou todas as emoções antes. Entretanto, perdoar e superar esse momento difícil só é possível e exclusivamente se ambos colaborarem com sinceridade para se renovarem.

A chave para superar esse momento difícil está no fato de que ambos os componentes estão dispostos a mudar completamente, modificando sua relação com o básico. Às vezes, para superar esse momento, pode ser necessário recorrer à ajuda de um terapeuta, pois certos casais, para enfrentar seus problemas em um terreno neutro, podem ser libertadores.

O erro certamente não é continuar a rejeitar e reprovar o erro cometido e o erro imediatamente. Uma vez decidido, por acordo mútuo, tentar salvar o relacionamento, significa que se quer realmente renovar, mudar radicalmente, portanto crescer. Mesmo que você esqueça, será quase impossível, mas superar esse período de crise certamente está ao alcance de todos.

Dicas

Nunca esqueça:

Não tenha medo de expressar todos os sentimentos que podem sobrecarregá-lo, como raiva, frustração e, finalmente, ódio.

Como preparar um jantar romântico

Escolha a data e comece a organizar. Para um jantar romântico ser um verdadeiro sucesso, não deixe nada ao acaso, mas cuide de cada pequeno detalhe. Se o período permitir, e você tiver sorte de ter um terraço, não hesite em jantar ao ar livre sob as estrelas. Se o dia escolhido for um típico dia de inverno, você terá que jantar dentro de casa. Neste caso, prepare a sua mesa perto da lareira (se tiver) para tornar a atmosfera ainda mais quente.

O menu ideal para o seu jantar romântico é representado por um aperitivo, um primeiro prato, um segundo prato e uma sobremesa com uma colher. Escolha pratos que não sejam muito elaborados, para serem preparados com antecedência e depois aquecidos, ou com tempos de cozimento curtos. Você tem que ficar o mais curto possível em frente ao fogão! Não exagere nas porções: arriscaria se pesar e tornaria tudo mais desajeitado. Escolha bem o vinho, que é habilmente combinado com os pratos.

Ao servir o jantar, certifique-se de que tudo esteja pronto! Relaxe e não pareça ansioso. Se algo não foi bem, irônico sobre o incidente e continuar despreocupado. Finalmente, apresente-se com a roupa certa, não formal, mas fácil chique! Não se esqueça de uma música de fundo, útil para relaxar e tornar a atmosfera mágica.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: