PEQUENAS ATITUDES QUE PODEM FAZER COM QUE O SEU MARIDO VOLTE PRA CASA (Imperdível)

PEQUENAS ATITUDES QUE PODEM FAZER COM QUE O SEU MARIDO VOLTE PRA CASA (Imperdível)
3 (60%) 1 vote

 

São as pequenas coisas que contam

Elas se somam finalmente, mostram o quanto você se importa e quer ele de volta em casa. Se você está aí se perguntando “o que eu faço para que o meu amado queira voltar pra casa?” a sua situação não está muito boa, mas depois dessas dicas tenho certeza que você terá no mínimo um direcionamento para as suas ações e palavras.

Sua linguagem de amor

 Os homens são diferentes. Eles têm suas particularidades e são seres individuais. Cada um tem a sua linguagem, todos têm palavras específicas que tocam o seu coração. Portanto, não há uma fórmula mágica para absolutamente nada quando se trata de relacionamento, mas têm alguns passos que podem te levar ao seu objetivo. Comece respeitando a singularidade do parceiro e entendendo que ele tem vontade própria. Ninguém faz nada à toa, então reflita sobre os seus atos e no porquê dessa saída. Talvez isso tenha a ver com você, ainda que indiretamente.

Seja positiva

 Sim, eu sei que a vida real acontece, e às vezes a vida nos lança algumas bolas curvas. As crianças estavam agindo horrivelmente, o cortador de grama jogou uma pedra na janela da sala de jantar, ou a conta bancária estava no vermelho porque tem sido um mês difícil, mas manter uma atitude positiva quando ele passa por aquela porta pode realmente ajudar na última parte da noite, quando é hora de conversar sobre as coisas não tão divertidas.

Então, quando ele entra pela porta, talvez espere um pouco antes de vomitar todos os “feios” para ele. Lembre-se que ele também está extremamente preocupado com as finanças, principalmente se ele for o provedor da casa. Tenha paciência com ele e exija isso dele também. Esse é o momento de ver que você casou com o seu melhor amigo (e que você também tem sido a melhor amiga). Ajudem-se. Apoiem-se.

Descontraia

 Não se esqueça de fazer um ao outro rir. Você nunca é velho demais pra se divertir e em momentos de crise é fundamental descontrair um pouco em prol da saúde mental do outro (e da própria). Faça com que a amizade de vocês seja a maior arma nesse momento.

Envie-lhe notas de amor

 Uma vez por dia,  lembre-se de enviar-lhe uma nota de amor através de um texto. Sim, sim, sim… Você poderia levantar cedo, escrever um bilhete doce para ele e colocá-lo em sua xícara de café… mas isso não vai acontecer. Então, se você sabe que quando o café da manhã acabar as crianças vão brincar sozinhas, use esse tempo para escrever para o seu marido uma pequena nota de amor, através de um texto. “Como eu tive tanta sorte de te merecer?” Ou algo como: “Eu não posso esperar para vê-lo quando você chegar em casa.” Essa pequena “surpresa” com algo legal pode realmente fazer o seu dia.

Pergunte a ele.  À noite, depois que as crianças vão para a cama, pergunte: Estou pegando algo para beber, você quer alguma coisa? Ou antes de sair para o trabalho, pergunte a ele: Estou livre hoje. Existe alguma coisa que você precise de ajuda?

Não só você está fazendo algo de bom para ele, oferecendo-se para ajudá-lo … você também pode descobrir alguns dos tipos de coisas que ele gosta para você fazer por ele. Ele pode dizer algo como: Você não teria tempo para levar meu caminhão para uma troca de óleo, não é? Ou vou ter que ir no sábado e perder o jogo de futebol do baixinho.

Converse com as crianças

 Seus filhos têm sentimentos e absorvem tudo o quê está acontecendo ao redor deles. Não negligencie os possíveis danos mentais que toda essa situação pode causar aos pequenos. Dê atenção a cada um deles e tente verbalizar o que der pra ser exposto conforme a idade de cada um. Explique sutilmente que o pai foi embora, diga que está tentando fazê-lo voltar mas cuidado para não enchê-los de expectativas, eles farão isso sozinhos.

Ligue para ele

 Apesar de ser um momento de guerra, o ideal é manter contato e mostrar que você está em paz. Seja amiga e companheira, lembre-se do “até que a morte nos separe” e tente lembrá-lo disso e das demais promessas que fizeram no altar (ou em alguma outra situação semelhante). Pergunte como ele está, demonstre preocupação e interesse em tê-lo novamente no lar.

Mostre que os filhos sentem falta dele e peça para que ele pelo menos converse com os pequenos e tente consolá-los. Busque a compreensão dele, seja através do telefone ou até mesmo pessoalmente, o importante é agir de maneira diplomática em um período tão turbulento.

Entenda o porquê

Como foi mencionado anteriormente, há sempre um motivo por trás das ações do ser humano. Com isso, entende-se que sim, ele teve uma razão pra sair de casa e talvez seja a hora de tentar buscar as respostas. Para isso, ao invés de bisbilhotar seus pertences ou perguntar pra terceiros vá diretamente a ele. Provavelmente faltou comunicação entre vocês durante a relação, então que nesse momento haja a tão desejada e importante conversa aonde são jogadas as cartas na mesa.

Extras

 Lembre-se… ”Seja a mulher que seu marido não pode esperar para voltar para casa.” Busque evoluir como pessoa. Se você é uma boa pessoa, certamente é uma boa esposa. O benefício não é só de quem convive com você, mas principalmente de quem vive 24h com seus pensamentos e atitudes que é você mesma, então sim, você é a maior beneficiada.

Seja uma boa companheira para a pessoa que você diz que é o amor da sua vida, mas antes de querer isso queira ser uma boa pessoa pra si mesma. Se arrume, cuide dos seus traços e cores, mas também cuide do seu interior. Reflita no que o fez sair de casa, converse com ele e caso suas atitudes sejam possíveis causas dessa saída procure mudar. Ninguém pertence a ninguém, você não é dona do seu marido, logo estar ao seu lado é uma escolha dele, assim como ir embora também é opção. Seja uma boa pessoa.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: