Porque ele mudou depois do casamento?

Porque ele mudou depois do casamento?
Avalie esse artigo

Durante o namoro, é comum as pessoas dizerem: “Aproveite agora, por que depois que casar…” Mas, será que realmente a atitude das pessoas muda após o casamento?

De certa forma, muda sim… A maioria das pessoas começa a se sentir mais seguro sobre o sentimento do parceiro, e acredita que não precisam mais ser tão carinhosos, pensam que, agora que estão casados a chance de perder a pessoa diminui bastante, visto que o amor já foi conquistado e, pronto!

Mas, no meu ponto de vista, esse pensamento deveria ser um pouquinho diferente… A grande maioria das pessoas deveria aprender a reconquistar seu parceiro todos os dias.

O casamento é uma das maiores provas de amor dentro de um relacionamento. O casal passa a dividir a mesma casa, o mesmo banheiro, a mesma cama… e o bom senso nesse caso é fundamental para que não haja desentendimentos.

A toalha molhada em cima da cama, objetos deixados em qualquer lugar, e qualquer outro tipo de bagunça são coisas aparentemente comuns, mas que podem deixar o parceiro bastante irritado, principalmente quando os dois trabalham o dia todo e precisam organizar a casa durante a noite.

Acredito que respeitar o espaço do parceiro seja fundamental. Afinal, não é só porque estão casados que precisam ficar grudados o tempo todo!

Todos precisam de um espaço, um tempo pra pensar, raciocinar um pouco sobre o que tem acontecido nos últimos tempos, e, às vezes não precisamos de uma pessoa tagarelando seus conselhos em nossos ouvidos, muitos parceiros não respeitam esse espaço, e, correr para o “seu” quarto não resolverá…

Nenhum cômodo da casa servirá como refúgio quando você achar necessário ficar sozinho e apenas ouvir a voz da sua consciência.

Ver também: Por que os homens não discutem a relação?

Depois de algum tempo morando sozinho, dividir a casa com outra pessoa não é uma questão tão simples… A grande impressão que temos, é que o companheiro está de certa forma invadindo nossa privacidade.

E esse sentimento pode piorar, na medida em que o tempo passa e começamos a conhecer os reais defeitos do companheiro, que, diga-se de passagem, jamais conseguimos conhecer as pessoas totalmente, elas sempre terão um pensamento, um desejo reprimido que a fará tomar atitudes que nos surpreendem e que muitas vezes nos magoem.

Talvez esse seja um dos motivos pelo aumento no número de divórcios atualmente… só quando começamos a viver com outra pessoa aprendemos o quando somos impacientes com o próximo, e o quão individualista a sociedade atual está.

Porém, ter a certeza de que terá alguém pra te fazer um cafuné quando você chega em casa super cansado e estressado de um dia de trabalho frustrante, não há nada que pague…

O que muda depois do casamento?

1. Você trata o outro diferente

A partir do momento que o oficial que realiza o casamento de um homem e uma mulher, para alguns o padre, o pastor, o juiz ou o rabi, e os declara “marido” e “mulher”, as palavras magicamente trazem um significado engraçado a princípio, maravilhoso, e por fim, permanentemente sério. A responsabilidade, o sentimento de obrigação de fazer dar certo são ainda maiores.

2. Você age diferente

O lado emocional viaja da individualidade natural para o conjunto. Não somos apenas nós mesmos, temos o outro conosco. Choramos com as realizações um do outro, sofremos com as decepções. Comemoramos os sucessos como se cada coisa que acontecesse com cada um fosse parte de nosso mundo. E é! Tudo o que acontece a partir de então diz respeito a nós dois.

3. Você luta diferente

Um sonho da casa própria, por exemplo, não é mais individual. Tem-se a certeza de que construiremos uma família, com filhos, ou somente nós dois. O desejo de formar uma família é comum. O desejo de resolver os problemas é maior. O respeito de manter e construir uma vida é genuíno.

Quando há amor, somente o fato de querermos eternizar a relação e a família nos faz dedicar mais tempo e energia para melhorar nossa vida juntos da melhor forma que jamais fizemos antes por nós mesmos.

4. Você vê o mundo diferente

Segurança, constância, estabilidade não são apenas palavras necessárias num emprego qualquer, mas sentimentos que queremos mais do que nunca desenvolver juntos para trazer bebês ao nosso lar e criá-los com amor.

Se nossas famílias originais foram exemplares, queremos seguir seus exemplos. Se não, mais do que nunca queremos construir um lar juntos que tenha tudo o que não tivemos e experimentarmos um tipo de felicidade e compatibilidade que sempre sonhamos.

5. O mundo nos vê diferente

Algumas pessoas dirão que estar junto, morar junto ou casar não faz diferença. Mas o fato de um homem e uma mulher casarem-se e assumirem um ao outro oficialmente diz muito ao mundo lá fora, que se emociona e respeita o comprometimento do casal de ser um, um verdadeiro ato público de fé, esperança e otimismo.

Afinal, no mundo de hoje, um homem que entra em enlace com uma mulher demonstra a todos que juntos estão mantendo sonhos e o desejo de construírem uma vida inteira somente um com o outro, perante amigos e familiares. E a torcida para que tudo dê certo é grande.

6. O tempo passa diferente

Um casal forma um time. Duas pessoas constroem juntas uma vida, preocupadas com o bem-estar um do outro e da família que estão construindo. Os anos passam e à medida que lutam juntos contra as adversidades, crescem e aprendem juntos.

À medida que fazem sua parte juntos, conquistam experiências que não conseguiriam sozinhos. Uma vida que começa junto a partir da cerimônia de casamento traz seriedade, comprometimento e bênçãos mil para duas vidas e todas as outras que vierem dessa união.

Infelizmente nem todos os casais que se casam mantêm suas promessas, o que é lamentável não somente para a manutenção da sociedade como um todo, mas para a felicidade de cada um. Não são todos os casais que têm essa consciência de objetivos comuns e lutas em conjunto todos os dias de sua vida como marido e mulher.

Não perdemos nossa individualidade, mas criamos uma vida a dois. Entenda: a dois, não sozinhos. Alguns não admitem isso ou têm uma dificuldade extrema de aceitar que não é solteiro mais, ou não trocam a individualidade pelo altruísmo, e colocam tudo a perder.

Divórcios acontecem porque, primeiramente, um ou outro desviou o foco de onde deveria ter mantido, colocando outras coisas ou pessoas como prioridade.

 

 

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: