Problemas no casamento? Saiba como salvá-lo

Problemas no casamento? Saiba como salvá-lo
Avalie esse artigo

Para salvar o casamento não existe uma fórmula mágica, mas quero conversar com você que está passando por uma fase ruim em seu relacionamento e quer mudar.

Você acha que somente seu casamento está em crise? Saiba que não é bem assim. Uma pesquisa do último ano realizada pelo Ministério da Saúde com oito mil pessoas entre 15 e 64 anos mostrou que 11% dos casados não fazem sexo há pelo menos um ano e uma das principais razões para isso é o desgaste da rotina.

Complexo de inferioridade: como o autopreconceito destrói seu relacionamento

Algumas experiências de quando você era criança fazem, muitas vezes, com que você crie uma rejeição consigo mesma, de reconhecer seus próprios valores, e esta incapacidade de se sentir amada reflete no seu relacionamento.

Outro fator que gera o autopreconceito e o sentimento de inferioridade e incapacidade é a cobrança excessiva com você mesma. Quantas vezes você deu o seu melhor e não foi reconhecida? Ou quantas vezes você tentou fazer o que podia, mas “falhou”? Bem… Saiba que a vida não necessita de tanta cobrança, e eu te falo como alguém que já passou por muitas experiências frustrantes: nós vamos errar, mesmo tentando fazer o melhor, e isso faz parte do nosso crescimento.

Sintomas do complexo de inferioridade:

– Hábito de se comparar com os outros e inveja

– Busca o tempo todo por reconhecimento

– Preocupação excessiva com a opinião das pessoas

– Hábito de fugir das situações por medo de tentar

– Isolamento

– Dificuldade de se relacionar abertamente com outras pessoas

– Baixa autoestima

– Vitimismo

– Perfeccionismo

Como se livrar do sentimento de inferioridade

  • Pare de se comparar

Você não é, e nem vai ser, igual a outra pessoa. Pare de fazer esse o seu objetivo de vida. Ser igual à outra pessoa é impossível, e se você quer ser alguém melhor, tem que se conscientizar de quem você é, do que você tem e aprender a valorizar o que tem no presente.  Querer sempre o melhor de si mesma é que deve ser seu foco.

  • Reconheça seu valor

Entenda que todo mundo tem virtudes e coisas a serem melhoradas, inclusive você. O que você deve melhorar pode, e deve, ser trabalhado ao longo do tempo, mas tire os olhos do que está errado. Aprenda a reconhecer o você construiu até hoje, a mulher que você é e os valores que você tem, pois são eles que irão te fazer alcançar seus objetivos.

  • Livre-se de crenças limitantes

Crenças limitantes são aquelas coisas que acreditamos que são verdades em nossa vida, mas na verdade, são coisas que a sociedade, ou nós mesmas, colocamos em nossa cabeça. Por exemplo: eu nunca vou encontrar um grande amor, eu nunca vou me relacionar de novo porque já tenho filhos, eu estou velha demais para recomeçar… Esse tipo de absurdo. Entenda que estes padrões não existe, você pode sim encontrar um grande amor em qualquer fase da vida. Aprenda a substituir estas crenças por pensamentos positivos.

Não se impeça de crescer e melhorar simplesmente porque você não acha que é capaz. Achar que não consegue é um erro. E como vejo isso acontecendo com as mulheres que me procuram! Elas têm problemas no relacionamento porque têm problemas com elas mesmas. Pare de se cobrar tanto, a mulher perfeita não existe, aliás, não existe ninguém perfeito. Saber lidar com as situações do dia a dia e tratar aquilo que você ouviu e te fez mal é um exercício diário que não pode ser deixado de lado. Você merece ser feliz sem carregar uma culpa por não ser algo que querem que você seja.

Como lidar com o fracasso

O fracasso é um sentimento que todo mundo já enfrentou na vida. A diferença está em como cada um enfrenta o fracasso. Muitas mulheres que me procuram dizem que estão em um casamento fracassado e não sabem como lidar com isso.

Vamos ver alguns dos motivos que podem levar o casamento ao fracasso:

  • Falta de compatibilidade: quando os objetivos do casal são diferentes e eles divergem sobre questões básicas
  • Falta de comunicação: este é um dos principais problemas entre casais. O diálogo é a principal ferramenta para que os casais entendam suas diferenças, consertem seus erros e descubram mais um sobre o outro
  • Falta de intimidade: quando um dos dois começa a abrir mão da vida sexual e deixa que isso vire rotina. A falta de sexo entre o casal é um dos maiores fatores de divórcio no Brasil
  • Má administração financeira: quando um dos dois, ou os dois, têm problemas para controlar os gastos
  • Quando o papel de mãe ou pai se torna maior ou mais importante que o de esposa ou marido

Ninguém gosta de saber que falhou, que investiu em algo que não deu certo, principalmente quando isso é o próprio casamento. Os casais passam por crises, e isso é normal, porque é delas que vocês irão sair fortalecidos, mas não deixar que o sentimento de fracasso tome conta de vocês é fundamental. Para isso, algumas atitudes como saber o melhor momento para conversar e não viver brigando, procurar formas de um compreender melhor o outro em uma conversa, perdoar as falhas dele (afinal, você também tem as suas, né?) e dar novos ares ao relacionamento para sair da rotina são pequenas coisas que podem ajudar em um momento de frustração.

Empoderamento feminino

O conceito é relativamente novo, mas a prática já é uma velha conhecida, principalmente das mulheres. A luta pela igualdade de gênero, igualdade salarial, pelo fim da violência contra a mulher e pelo fim da cultura do estupro e do machismo está novamente em um dos seus auges e isso reflete muito na vida das mulheres e nos seus relacionamentos.

Com estas lutas, as mulheres passaram a entender mais o conceito de liberdade: as mulheres são livres para usar a roupa que quiserem, ter o emprego que quiserem, e principalmente, são livres na área sexual. O orgasmo feminino foi tabu durante muito tempo, e por isso, muitas mulheres sofreram, e sofrem, a repreensão sexual e por isso seu prazer é limitado. Não é à toa que recebo muitos e-mails falando sobre a dificuldade de soltar na cama…

O empoderamento é uma luta de todas as pessoas, não somente das mulheres, e é muito importante entender esta luta tanto para que as mulheres tenham condições igualitárias de emprego, como para que vocês sejam livres dentro de casa, dentro dos seus relacionamentos e na hora do sexo.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: