Quando é a melhor hora de parar de investir em um relacionamento?

Quando é a melhor hora de parar de investir em um relacionamento?
Avalie esse artigo

Assim como várias outras coisas na vida, não há como ter garantia de que um relacionamento dará certo. Apesar de sempre existir o risco de desastre, só mesmo apostando para ter resultados positivos.

No entanto, o desgaste e outros fatores podem fazer com que essa aposta se torne um negócio que não compensa. Sendo assim, é fundamental saber quando é melhor parar de investir na relação.

Além de uma aposta, um relacionamento pode ser encarado como um investimento, afinal de contas, o casal tem muito a pender caso as coisas não ocorram conforme o esperado. Contudo, uma relação de sucesso pode render ótimos frutos para a vida do casal, não só no âmbito amoroso.

Por exemplo: se você e o seu namorado estão numa relação saudável, há mais chances de ter êxito no trabalho, nas relações familiares, na saúde, entre outros aspectos. O contrário também pode ocorrer, tendo em vista que um relacionamento negativo afeta como o casal lida com diversas questões do dia-a-dia.

Ver também: Dicas para amar de novo após um término

Levando em conta que uma relação complicada e prejudicial ao bem-estar do casal tende a gerar problemas distintos, que influenciam na forma como você lida com outras pessoas, chega um momento em que é essencial refletir se vale continuar investindo no relacionamento.

Em muitos casos, a melhor opção é desistir de tentar e partir para outra, a fim de proporcionar uma vida mais feliz, tanto para você quanto para o seu gato.

Quando o andamento da relação não é mais como se deseja, você acaba se esforçando bastante para que ela não acabe. Porém, engana-se quem acredita que empenho e dedicação são exclusividade de relações problemáticas.

Até quem tem um namoro tranquilo precisa estar investindo constantemente nele, de modo que os pequenos problemas não se tornem grandes e não atrapalhem o futuro do casal.

Da mesma maneira que não é do dia para a noite que se consegue conquistar ou até reconquistar alguém, não é de uma hora para outra que o seu relacionamento vai mudar para melhor. Logo, é imprescindível ter disposição para investir nele, caso contrário, todo o esforço será em vão.

Dependendo dos conflitos pelos quais você acaba passando, o investimento na relação vira algo que não é mais vantajoso. Por isso, a solução para os seus problemas pode ser algo que você não quer admitir: o fim da relação.

Seja por orgulho ou por medo do que pode acontecer após o término, muitas pessoas preferem continuar apostando no relacionamento, até quando sabem que já fizeram tudo o que podiam para que ele continuasse.

Se você não perceber quando é o melhor momento para desistir de tentar, você terá perdido muito tempo com alguém que não te faz mais feliz, e vice-versa. Lembre que não há vergonha alguma em desistir de alguém.

É melhor fazer isso e estar livre para investir em outra relação mais satisfatória do que continuar batendo na mesma tecla, mesmo que esta não proporcione mais resultados positivos para sua vida.

Como não é fácil notar quais são as situações que indicam a necessidade de parar de tentar, vamos dar algumas dicas para você ser capaz de identificar esses momentos.

Claro que só descobrir quando é a vez de dizer adeus à relação amorosa não basta, pois é indispensável perder o medo e agir, senão você deixará inúmeras oportunidades passarem, inclusive chances de alcançar a felicidade de outro jeito, com uma pessoa diferente ou até mesmo por conta própria.

4 SITUAÇÕES EM QUE É MELHOR PARAR DE INVESTIR NA RELAÇÃO

1.    CIÚMES EM EXCESSO

Quem nunca sentiu ciúmes ou foi alvo de ciúmes? Pois esse tipo de situação é comum e até saudável se o nível de ciúme não for elevado. Quando você perceber que o ciúme que o cara sente por você ultrapassa todos os limites, considere terminar o relacionamento, antes que algo muito ruim aconteça com você, uma vez que há homens que ficam violentos ao perderem o controle por estarem cegos de ciúmes.

Caso o seu namorado ou marido demonstre irritação ou mesmo raiva diante da possibilidade do seu contato com outros homens, ligue o sinal vermelho, principalmente se o ciúme faz o cara tentar controlar as suas ações, incluindo conversas com outras pessoas.

Ao menor sinal de que você se sente uma refém na própria relação, converse com seu amado e, se o diálogo não resolver, cogite terminar o relacionamento.

2.    BRIGAS CONSTANTES

Uma briguinha aqui e ali, bem ocasionalmente, não coloca em risco a duração do relacionamento. Mas se a regularidade das discussões aumenta, passando a ocorrer quase todo dia, é bom você se espertar, pois tais conflitos apontam para um fim iminente, mesmo que vocês se esforcem para evitar as brigas.

Viver em clima de guerra não é nada agradável, o que desgasta qualquer relação, não importa quanto tempo ela tenha durado até então.

Independentemente de serem causadas por motivos preocupantes ou razões bobas, as brigas constantes não devem ser encaradas como normais. Lembre-se de que o normal em uma relação é conviver bem com o seu amor, sem que os momentos ruins dominem.

3.    FALTA DE AFETO E SEXO

Carinho e carícias são partes essenciais de qualquer relação amorosa, não são? Pois se o seu relacionamento ficou frio e sem aquela vontade enorme de beijar, abraçar e transar, trata-se de um indício de que você deve tomar uma medida drástica para mudar a situação.

Caso a chama não volte a acender, mesmo após tentativas variadas, o melhor que você tem a fazer é dar um basta ao namoro ou ao casamento. Para muitos casais, o tempo diminui as demonstrações de afetuosidade. Além disso, fatores diversos podem afetar a forma como se demonstra carinho.

Todavia, há casais que simplesmente não têm mais aquela vontade de expressar o amor que se sente, não tendo como culpar falta de tempo livre, estresse da rotina, etc.

O mesmo vale para a redução das transas, que também servem para que o casal tenha uma relação gostosa. Caso nem você e nem o seu amado tenham mais aquele tesão de antes, a alternativa mais viável é parar de tentar forçar o sexo.

A desvantagem disso é que o final do relacionamento pode estar cada vez mais próximo, já que dificilmente um casal sobrevive sem relações sexuais.

4.    EXPECTATIVAS DISTINTAS

Outro fator que deve ser levado em conta é o que cada um espera para o futuro. Em determinadas ocasiões, você pode ter expectativas diferentes em relação ao que irá acontecer.

Quando tais diferenças são cruciais para o futuro do relacionamento, deve-se refletir se investir em uma relação com alguém com pensamentos tão diferentes realmente é uma boa.

Se, por exemplo, você acredita que seus filhos devem ser criados de uma forma, enquanto seu amor bate o pé ao pensar exatamente o oposto, talvez seja melhor reavaliar se vocês foram feitos um para o outro.

E também há um exemplo ligado a onde o casal vai viver; se vocês moram em cidades diferentes e ninguém quiser ceder, o fim está mais perto do que vocês imaginam.

Ao analisar quando é melhor parar de continuar levando a relação adiante, não se esqueça das dicas acima. Quanto mais realista você for diante dos problemas, mais fácil será tomar a decisão correta, mesmo que esta seja acabar o relacionamento com alguém que você ama bastante.

Afinal, quem sabe o que o futuro reserva para o seu coração? O importante é nunca desistir de amar!

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: