Quem deve ceder depois de uma Discussão?

Quem deve ceder depois de uma Discussão?
Avalie esse artigo

 Um relacionamento é feito de amor e tensão. Tenha certeza, mesmo que nunca seja realmente agradável que a harmonia do seu casal seja perturbada, às vezes ainda é necessário. E então as reconciliações são sempre muito agradáveis. É um pouco ruim, mas para um bem.

Um casal discutindo não significa necessariamente que os parceiros não se dão mais. Pelo contrário, desde que os estudos mostraram que os casais que brigam às vezes duram mais do que aqueles para quem a comunicação é quebrada. Então a arte do conflito está em suas mãos, mas quem deve dar o primeiro passo depois de uma discussão? Nem sempre é fácil obtê-los, ainda mais quando o orgulho se envolve.

Por que existem conflitos no meu relacionamento

Você sente que seu relacionamento está em perigo? Você não concorda com o seu parceiro? Sente-se irritada, triste ou ambos ao mesmo tempo? Não entre em pânico, os conflitos são necessários, e muitas vezes até inevitáveis, em um casal viável. Isso é por causa do cérebro sexual. Estar com raiva dos outros é um fato, mas você realmente sabe do que se trata? O estado de raiva é devido à frustração ou medo.

De fato, você acha que as discussões mostram um fracasso dentro do seu relacionamento, mas pense novamente. Na verdade, é exatamente o oposto: quando você não conhece uma pessoa, você sente indiferença por ela, então o conflito prova que existe um relacionamento. Assim, concentrar-se em resolver o conflito melhora a relação entre os indivíduos. Para evitá-los, você precisaria decodificar os motivos dessa discussão.

Para decodificar um argumento, pense nele como um todo. Se o argumento inegavelmente gera uma forma de frustração, é também esse sentimento que o precede. Também devemos ter expectativas precisas sobre o relacionamento que queremos para que não haja conflitos, afinal sem expectativas, sem decepções. Saiba como identificar os desejos do outro, assim como os seus. Eles também muitas vezes são alvos de uma reputação, como “você não é o que eu pensava”, ou de identidade, “Eu não reconheço você”, em uma luta, ou realizar alguma manipulação “Você está me traindo”.

Quem deve dar o primeiro passo depois de uma discussão

Saber que um argumento é benéfico para o meu relacionamento é bom, mas resolvê-lo é muito melhor. Você está imaginando quem deve dar o primeiro passo depois de uma discussão? Infelizmente não há regra universal. Cada situação e cada casal são diferentes. No entanto, alguns ingredientes devem ser favorecidos para uma disputa bem-sucedida, ou seja, com uma reconciliação depois.

Primeiro, não devemos supor que temos ou teremos vantagem sobre o outro para “não ser tido”. Muitas pessoas pensam que não têm escolha a não ser se imporem para não serem pegas, mas isso é errado. Se você pensa assim, então você é alérgica às palavras “concessões” e ” compromisso no casal “, e tudo deve ir somente em sua direção. Portanto, é necessariamente muito ruim. Isso caracteriza o seu egocentrismo, mas você deve aprender a relativizar isso e negociar com a sua outra metade.

Nunca o insulte. Não pense que você pode desabafar no outro e liberar a pressão o insultando. É necessário saber dissociar a pessoa com quem você está em conflito de fato, tentando descobrir o porquê. É necessário respeitar o outro, para então saber respeitar-se, sobretudo porque os insultos não resolvem nada, pelo contrário.

Uma briga de casal é também uma oportunidade para revisitar o kama-sutra. Costuma-se dizer que uma discussão merece ser reconciliada na cama, certamente, mas não somente. Também devemos nos comunicar de maneira inteligente e aberta. Para fazer isso, você não deve, em circunstância alguma, favorecer seu orgulho, seu querido orgulho, e colocá-lo acima de seu amor pelo outro. Não seja infantil, faça a diferença. Não seja egoísta e não pense com o seu ego.

Precisamos saber como permanecer humildes em uma situação de conflito. A humildade é uma qualidade que ajuda a manter uma opinião razoável e equilibrada. Ter um senso de humor também permite que você coloque as coisas em perspectiva e não se mostre uma pessoa arrogante e ressentida. Tenha cuidado, não se trata de tirar sarro.

Finalmente, tentar entender, ser empática, só é benéfico para melhorar esse tipo de situação. O entendimento leva você à indulgência, a entender o que a outra pessoa sente e evita ofender ainda mais seu parceiro, a dar um passo atrás e a não falar por capricho. Não esqueça que não adianta gritar. Além de tentar impressionar o outro, quem prefere levá-lo para uma histeria, gritar nunca fez as coisas acontecerem. Então, quando chegar a hora de se comunicar, fale com calma e fique aberta.

Usando esses pontos você só terá a ganhar, e seu relacionamento se tornará, automaticamente, mais prazeroso, pois vocês não ficarão perdendo horas e horas discutindo, se ofendendo, e não chegando a lugar nenhum afinal. Quando se consegue encontrar um meio termo, com respeito e tolerância, as brigas e conflitos se tornarão apenas discussões pequenas, onde vocês poderão expor suas opiniões, de maneira que ambos se respeitarão. Se as coisas saírem do controle, lembre-se sempre de ouvir seu parceiro, e também de dar sua opinião, mas de forma mais tranquila. E o ponto chave: a reconciliação.

Não se permita terminar uma briga com seu amado de modo que ambos saíram magoados. É muito importante se chegar em um consenso que seja bom para os dois, e também fazer as pazes, de preferência na cama, se permitindo deixar todas as mágoas para trás. Não fique remoendo as brigas e problemas de vocês, se permita passar uma borracha sobre o assunto e ficar bem com seu companheiro.

Ficar retornando sempre nos mesmos assuntos, ainda mais se eles trazem brigas, não é nada saudável e recomendável para seu relacionamento. Procure resolver seus problemas de maneira tranquila, e resolvê-los de fato, sem ter que retornar no assunto novamente.

Seja inteligente e não deixe que discussões bobas destruam seu relacionamento, saiba utilizar delas para fazer com que ele cresça e se fortaleça ainda mais.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: