Saiba as Consequências e soluções de conflitos de casal (Imperdível)

Saiba as Consequências e soluções de conflitos de casal (Imperdível)
Avalie esse artigo

Conflitos

Os conflitos do casal surgem ao longo do relacionamento e afetam diferentes aspectos pessoais e interpessoais que devem ser superados para continuar saudável com o relacionamento.

Para saber como os conflitos afetam as pessoas, é necessário ter em mente as diferentes dimensões que existem dentro do relacionamento.

Por um lado, há o espaço pessoal em que todas as características únicas e pessoais de cada indivíduo configurado pelo casal são resumidas. E, por outro lado, existe o espaço relacional onde as características do outro indivíduo e o funcionamento do casal como um todo são projetadas e vivenciadas.

Em relação ao espaço pessoal, a experiência de um conflito pode afetar diferentes níveis, afetando de várias maneiras:

* Auto-estima, pode cair significativamente.

* A autoconfiança também é afetada, tornando o indivíduo inseguro.

* A pessoa pode se sentir desvalorizada profissional e socialmente.

* Apatia surge e falta de motivação.

* Negatividade em tudo que é pensado e feito.

* Sentimento de frustração e engano.

* Sentimentos de culpa e autopunição.

* Insatisfação com a vida e falta de objetivos.

* Dificuldade em relaxar ou sentir prazer.

* Sinais de ansiedade e estresse

* Sintomas mais ou menos elevados de depressão.

* Desenvolvimento de doenças como problemas respiratórios, cardiovasculares, etc.

Por outro lado, o casal como uma unidade também pode sofrer sintomas característicos, como:

* Os dois membros do casal podem sofrer de baixa autoestima.

* Sinais de hostilidade e clima tenso.

* Estresse em ambos os membros.

* Remoção e separação temporária ou momentânea do núcleo do casal.

* Busca de aliados para ter mais força no conflito (família, parceiros, etc.)

* Falta e dificuldade de relações sexuais.

* Possível aparecimento de relações extraconjugais.

* Ruptura do relacionamento.

Todas essas consequências podem surgir de uma maneira ou de outra durante uma crise ou um conflito de casal, dependendo da intensidade e severidade com que esse conflito é vivido.

* É bom conhecer esses possíveis sintomas porque eles podem servir para se tornarem conscientes da situação pela qual o relacionamento passa e agir de uma forma ou de outra, dependendo de cada casal.

* Existem muitos métodos para lidar com um conflito. Tendo em mente que o conflito geralmente surge de um problema ou de uma necessidade pessoal não resolvida, há certos aspectos que seria bom avaliar:

Em um nível pessoal:

* Torna-se consciente do que acontece a si mesmo como indivíduo. Quais são os aspectos pessoais que podem causar conflitos e como eles agem? Reconhecer um erro não é apenas humano, mas é o primeiro passo para poder modificar os comportamentos ou situações que prejudicam o indivíduo e o casal e impedir que o relacionamento flua.

* Resolver problemas pendentes. É bom e necessário resolver as situações pessoais pendentes que não permitem que o indivíduo ou o casal evoluam. Relacionamentos antigos ou aspectos pessoais que interferem na saúde do relacionamento e que não desaparecerão até que você mesmo os resolva.

* Aumento da autoestima também é um fator importante, uma vez que a atitude depressiva e fraca que causa baixa autoestima não nutre o relacionamento e também o prejudica. É necessário encontrar uma maneira de lidar com essa falta de estima, cuidando de si mesmo em todos os aspectos e pouco a pouco para recuperar a confiança e o desejo de avançar.

* Mudança de concepção. O conceito que se tem sobre as coisas pode causar um confinamento que não permite que a pessoa viva. Abra sua mente para novas formas de fazer e pensar que são mais saudáveis ​​ou simplesmente que você quer mais pode ser um bom começo para ver as situações de diferentes pontos de vista.

* Descubra e use outras linguagens e maneiras de se expressar. Às vezes, o conflito é causado pela falta de comunicação por parte de um ou de ambos os membros que o compõem. É bom encontrar outras linguagens e maneiras de se expressar através das quais o indivíduo possa se relacionar sem medo, sem hostilidade, com sinceridade e clareza.

No que diz respeito às mudanças que podem ser feitas ao nível do casal, todos eles estão focados em motivar os indivíduos a serem capazes de desenvolver o conflito e aprender com ele a fim de nutrir o relacionamento e não destruí-lo, então é necessário que o dois indivíduos concordem querer resolver essa crise.

Expresse e sinta carinho.

A relação é basicamente nutrida pelo afeto das duas pessoas e essa afeição não é criada sozinha, mas deve ser desenvolvida com esforço e paciência constantes. Pouco a pouco, trabalhando no afeto, o relacionamento adquire força para poder enfrentar o conflito.

Intimidade sexual:

Uma das primeiras áreas afetadas após um conflito é a sexualidade. É importante evitar que as discussões entrem no plano íntimo e sexual, pois podem danificar seriamente a comunicação e a confiança entre as duas pessoas. É necessário enriquecer este espaço de intimidade e aproveitá-lo como um ambiente de expressão e comunicação.

* Organização e distribuição.

O casal como uma unidade deve ser equilibrado, por isso é necessário que todas as tarefas e tarefas que são realizadas devem ser feitas de forma equitativa, da mesma forma que outras coisas. O equilíbrio interno do relacionamento do casal começa com o equilíbrio externo que molda o ambiente no qual o relacionamento se desenvolve.

* Atividades e novas alternativas.

A rotina é, em muitos casos, uma arma muito poderosa de destruição. É necessário encontrar novas atividades que mantenham as duas pessoas ativas e motivadas e que possam descobrir novos aspectos pessoais e interpessoais com aqueles que se sentem confortáveis ​​e relaxados e com quem podem se divertir.

O cuidado e o trabalho de todos esses aspectos podem ser uma ajuda importante para encontrar uma maneira de superar uma possível crise. Por outro lado, muitas vezes têm o sentimento ou a sensação de perder as ferramentas para superar a crise por isso devemos meditar bem todos e cada um dos passos e, se necessário, consultar um especialista que possa aconselhar e guia neste processo.

Os casais mais saudáveis tem melhor saúde física, bem como maior facilidade de terminar com relacionamentos negativos, se já tivessem passado muito tempo com alguém, enquanto os relacionamentos destrutivos tinham maiores problemas emocionais.

Se você está em um relacionamento onde você não está feliz, é melhor ficar longe.

 

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: