Saiba se sentir respeitada e valorizada no seu relacionamento

Saiba se sentir respeitada e valorizada no seu relacionamento
Avalie esse artigo

“Quero ser respeitada, valorizada e amada” é o que todas as mulheres procuram. Quantas vezes você já não se sentiu frustrada por achar que seu parceiro não te dá o devido valor? Ou quantas vezes sentiu que ele te deixou de lado e isso machucou você e abalou a relação?

Homens e mulheres são diferentes e têm formas diferentes de demonstrar afeto e preocupação, e muitas vezes nós não conseguimos demonstrar o que queremos e o homem não nos entende. O resultado, consequentemente, é a frustração gerada pelo sentimento de não ser valorizada e respeitada. Mas será que mudar essa postura deve partir apenas do homem, ou nós, mulheres, podemos tomar certas atitudes para conquistar esse direito de ser respeitada e valorizada?

Em uma relação, uma das coisas mais importante é o cuidado um com o outro. O homem precisa ter seu espaço e a mulher tem necessidade de se sentir respeitada e valorizada. Como é que pessoas que se amam passam, então, a um estágio no qual não se entendem mais?

Algumas pequenas posturas podem mudar esta situação. A mulher quer se sentir segura, quer ser ouvida, ter a atenção do marido, quer se sentir atraente… – Esta é uma boa hora para mostrar este texto para o parceiro! – Mas nós também precisamos tomar algumas atitudes!

Quero ser respeitada e valorizada, mas como?

  1. Seja amiga e parceira

Tenho certeza que, em algum momento da sua infância, você ouviu dos seus pais para não fazer com o seu coleguinha o que você não gostaria que ele fizesse com você, certo? Esse é um dos ensinamentos mais ricos, e que explora o lado da reciprocidade e empatia das relações, seja nas relações com amigos, familiares ou com seu parceiro.

Quando não estamos satisfeitas com algum aspecto da relação, temos dificuldade em ver os dois lados da moeda, e tendemos a considerar apenas a nossa queixa, ou seja, valorizamos a falta que sentimos, e a incapacidade do outro em corresponder aquilo que esperamos.

Portanto, vamos voltar lá no começo. O incômodo em saber encarar que nós também temos nossa parcela de culpa está intimamente ligado ao peso da responsabilidade, porque, em grande parte do tempo, não nos damos conta de que a nossa parcela existe. Mas ela não só está lá como precisa ser trabalhada quando o assunto é relacionamento.

Portanto, antes de apontar o dedo ou transferir, mesmo que inconscientemente, toda a responsabilidade para o seu parceiro no que diz respeito a não se sentir valorizada e respeitada, questione-se: você oferece a ele essas mesmas condições?

Ria e faça rir, doe e receba, faça feliz e seja feliz, seja amiga, companheira do seu marido ou namorado. Esse é o exercício da reciprocidade, e, acredite: ele precisa ser praticado todos os dias, incansavelmente.

  1. Se ame antes de querer amar o outro

Pode parecer uma dica bem batida, já que a ideia do amor próprio é bastante conhecida, mas é necessário defender esse clichê.

Construir relacionamentos faz parte de um processo interno. Primeiro, é preciso que você esteja bem resolvida com a mulher que é, e se ame, por completo. Isso não quer dizer que você precisa buscar a perfeição para estar contente consigo mesma, até porque ela, na realidade, não existe, e a gente bem sabe disso, não é mesmo?

O grande segredo é amar o seu conjunto, com as qualidades e os defeitos que fazem de você essa mulher única.

Seja um mulher segura e transmita esta confiança ao seu parceiro. Uma mulher que conhece seus pontos fortes é sempre atraente e fará com que seu marido, ou namorado, não sinta a pressão de ter que te elogiar o tempo todo.

Quando conseguir entender a mulher forte e confiante que existe dentro de você, com certeza vai conseguir aplicá-la ao seu relacionamento, de forma que o seu parceiro passe a lhe respeitar e a valorizar a companheira que você é.

  1. Não se anule pelo outro

O homem quer ter ao lado uma companheira não só para acompanhá-lo, mas também para dividir com ele as decisões e análises sobre diversos aspectos da vida. Você sempre afirma “quero ser respeitada”, mas não sabe como? Sua postura pode te dar a resposta. Uma mulher que depende o tempo inteiro da atenção do homem é cansativa, e não conseguirá se sentir respeitada e valorizada. É claro que o homem não vai conseguir dar 100% da sua atenção, pois tem que se dividir com o seu trabalho, os filhos e as contas da casa. E isso não tem nada a ver com amor, ele te ama, mas ninguém consegue se doar por completo. Nem você, nem ele.

Se você espera que o seu parceiro te complete, vai ficar frustrada e a relação vai começar a ter alguns problemas. Ninguém completa ninguém, você precisa ser bem resolvida com você para que consiga colocar menos peso no seu parceiro, pois a sua felicidade não depende somente dele, depende de você também!

Portanto, mulheres, fiquem atentas a essa dica: não se anulem em nome dos seus parceiros. Apesar de que, em curto prazo, essa postura possa parecer uma verdadeira prova de amor, com o tempo, vai se transformando em perda de admiração, e, junto com ela, vão o respeito e a valorização, fundamentais para o sucesso de qualquer relacionamento.

  1. Defenda as suas convicções

Este item está ligado ao que falamos acima. Outra dica para você que afirma “quero ser respeitada”é: não se anule e tenha confiança em si mesmo. Não importa em qual momento ou circunstância: se você quer ser respeitada e valorizada pelo homem, é preciso se manter firme nas colocações das suas convicções.

Mas veja bem, quando eu falo para defendê-las, não quer dizer que, por conta disso, você deva ser uma mulher irredutível, intolerante e, no bom português, mandona. Pelo contrário. A inteligência por trás de colocar o seu posicionamento diante das coisas está exatamente na habilidade em discuti-las para chegar a um denominador comum.

Com certeza, você já deve ter ouvido falar que a inteligência é afrodisíaca, não é mesmo? Portanto, use-a a seu favor e mostre-se uma mulher forte, e que, por ser quem se é, merece a admiração do parceiro.

  1. Não se autossabote

As pequenas armadilhas que nos armamos todos os dias são verdadeiras inimigas quando o objetivo é ser valorizada e respeitada pelos homens. A maioria delas pode ser inconsciente, fruto da nossa insegurança, mas acredite: nem por isso elas deixam de causar arranhões na imagem que passamos para os outros.

Não acreditar em você mesma, não achar, nem se sentir bonita, não acreditar no seu potencial como profissional, como dona de casa, como mãe, como esposa. Achar que seus defeitos são maiores que suas qualidades.

Claro que não há nada de mal em sentirmos um pouco da pressão da sociedade, afinal, às vezes as pessoas colocam um peso sobre nossos ombros que não há como segurar, mas eu estou falando sobre acreditar em você mesma.

Ao final do meu primeiro casamento, eu saí destruída porque, além de não cuidar do meu relacionamento, eu acreditei no que meu ex-marido me falava. Depois de um tempo, eu descobri meu potencial e a mulher que eu realmente era e não deixei que mais ninguém me abalasse.

Em comum, estas situações de autossabotagem são provocadas por nós mesmas, ou seja, são frutos de um processo que deve ser evitado a todo custo. E aqui, eu costumo usar um ditado que se aplica muito bem nesses casos: “Uma mentira, dita mil vezes, se torna uma verdade”.

Portanto, ao mínimo sinal de que você está se conformando com o que sua cabeça te diz ou de autossabotagem, já sabe, né? Dê voz à mulher bem resolvida e cheia de atitude que, com certeza, existe dentro de você. E busque fazer isso não só para ganhar o respeito e a valorização do seu parceiro, mas para que você se veja merecedora desse reconhecimento. Para conseguir aplacar o sentimento de “quero ser respeitada” comece se respeitando e mostrando que você merece respeito por ser quem é.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: