SEIS ERROS DE MAQUIAGEM PARA RISCAR DA SUA ROTINA NESTE INVERNO

SEIS ERROS DE MAQUIAGEM PARA RISCAR DA SUA ROTINA NESTE INVERNO
Avalie esse artigo

Esquecer-se do preparo da pele

Não é apenas no verão que o preparo da pele é essencial, Você precisa continuar com a rotina certa, com uma boa limpeza, hidratante e protetor solar. Isso vai te ajudar a proteger a pele e a evitar craquelados, que são comuns no frio. O primer deve cobrir tudo isso para deixar perfeito.

Continuar com os mesmos produtos do verão

Você deve deixar o bronzer de lado e substituir pelo iluminador nas áreas como alto das bochechas e centro do nariz. Se sobrou muita base mais escura você pode misturá-la com o corretivo na cor certa ou uma base mais clara para conseguir chegar ao tom ideal. Caso contrário, o melhor é comprar o produto de acordo com a cor natural do rosto, experimentando sempre logo abaixo das maçãs para não dar diferença.

Ver também: CINCO CUIDADOS PARA QUE A MAQUIAGEM NÃO PREJUDIQUE A BELEZA DA SUA PELE 

Não preparar os lábios para o batom matte

O batom matte é um dos queridinhos da temporada, no entanto, o tempo frio e seco podem fazer com que ele craquele rapidamente. Para não acontecer é interessante esfoliar levemente (caso tenha pelinhas soltas) e usar um lip balm ou manteiga de cacau para hidratar bem. Em seguida, passe um pouco de base – que também ajuda a umedecer no lugar do corretivo – para neutralizar a cor dos lábios e ter um acabamento bonito.

Usar um pó muito pesado

Não adianta discutir, o pó é um elemento essencial para a boa finalização do make em qualquer época, mas fique atenta à fórmula. Ele tem que entrar para selar bem os poros. Prefira os fininhos e soltos, que não pesam demais na pele e podem ser utilizados no dia a dia. Ele vai do inverno ao verão, e em qualquer tipo de pele.

Usar as mesmas cores do verão

Não é preciso deixar totalmente de lado, mas tente encontrar essas cores em uma cartela mais invernal. Os batons e sombras muito clarinhos saem um pouco nessa época, e você entra em cores mais fechadas e neutras. Quando você continua usando exatamente os mesmos produtos acaba com um visual que causa estranheza.

Exagerar na dose!

Cores escuras pedem um cuidado extra na hora da aplicação, especialmente quando você ainda não tem muita habilidade com a maquiagem: é comum acabar marcando muito os olhos no inverno, mas muitas vezes o menos é mais. Se não tem tanta técnica, é melhor marcar bem o côncavo com o marrom e completar com delineador, para evitar aquele preto exagerado.

Dormir sem tirar a maquiagem

Alguns tipos de maquiagem, como as que contêm óleos e silicones, podem obstruir os poros e provocar acne. Além disso, o hábito de dormir de maquiagem pode deixar a pele opaca, com aspecto cansado e poros mais dilatados, Para completar a lista de desastres, aumenta significativamente o risco de comedões (cravos).

“A solução mais prática para os dias de preguiça são os lencinhos demaquilantes ou os demaquilantes 3 em 1, que limpam, tonificam e hidratam. Outra opção útil são as espumas manipuladas para lavar o rosto, pois contêm ativos que removem muito bem a maquiagem. São práticas e fáceis de usar.

Espremer espinhas

“em casa mesmo, pode ser usada uma pequena agulha estéril, de tamanho 26G, comprada em farmácia, para fazer um furinho bem superficial e no meio da lesão. Assim, será mais fácil drenar e a pele não será tão agredida. Em seguida, basta aplicar um gel á base de peróxido de benzoila, ativo que ajuda a secar mais rapidamente.

Não cumprir as 8 horas de sono recomendadas

O tempo necessário para o descanso varia de uma pessoa para outra, mas geralmente oito horas de sono é a média para regular o estresse da rotina diária, além de prevenir doenças crônicas. E com a pele não é diferente. “O sono é importante para restabelecer o pH e a hidratação da pele, que diante da falta de descanso se torna mais seca e sem brilho. Isso sem falar nas olheiras que ficam evidentes quando a pessoa dorme mal e pouco.

A falta de sono deixa a região embaixo dos olhos ainda mais escura. “Mesmo quem não tem olheiras passa a ter depois de uma noite mal dormida, uma boa limpeza e hidratação da pele ao acordar, já que a hidratação natural feita pelo sono não vai ocorrer.

Para amenizar as olheiras, no dia seguinte, vale fazer compressas de água gelada ou chá de camomila gelado no local – abaixa temperatura promove uma vasoconstricção (redução do calibre dos vasos sanguíneos) e ameniza o aspecto de cansaço.

Nunca esfoliar a pele ou fazê-lo em excesso

Esfoliação exige bom senso. Em exagero, retira a camada protetora da pele, que funciona como uma barreira física; se for muito amena, não faz efeito, Mas na medida certa, a esfoliação promove uma melhora da textura, favorece que a derme absorva melhor os ativos dos hidratantes e ainda descongestiona os poros.

A pele fica mais uniforme e estimulada para produzir células novas, O esfoliante facial ideal deve ser suave (os muito grossos agridem a pele), aplicado na pele limpa e úmida, e sempre retirado com água corrente, Para complementar, hidrate a cútis, para que não fique exposta, sem proteção.

No corpo, o processo é o mesmo. Mãos, cotovelos, joelhos e calcanhares necessitam de uma esfoliação mais intensa. Já o colo e o pescoço exigem leveza, porque tendem a ficar irritados com facilidade, Geralmente, as peles oleosas podem ser esfoliadas duas vezes por semana; já as secas e normais, apenas uma vez a cada sete dias. Caso haja qualquer reação, o ideal é reduzir a esfoliação para uma vez por mês.

Exagerar no botox ou em qualquer outro procedimento estético

O tratamento estético facial bem feito é aquele que fica bem natural – de maneira que ninguém perceba nada além de um rosto descansado e com viço. “Um bom ‘botox’ ou qualquer outro procedimento pode ser uma arma poderosa contra o envelhecimento, mas tem que ser discreto, só para amenizar a fisionomia cansada, e não para acabar completamente com as rugas.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: