Seu Namorado é Muito Ciumento? O que Fazer Sobre Isso? (IMPERDÍVEL)

Seu Namorado é Muito Ciumento? O que Fazer Sobre Isso? (IMPERDÍVEL)
Avalie esse artigo

Na arte do amor, alguma dose de ciúme é normal, se se trata de dar, cuidar e proteger o ente querido. Nessa ordem de coisas, as dúvidas são parte desse processo que ocorre quando iniciamos um relacionamento, mas que finalmente consolidamos.

Como todos os extremos são prejudiciais, de alguma forma a presença excessiva de ciúmes prejudica o relacionamento para desgastá-lo. Assumindo que mundo juntos. Nós geramos quando estamos um casal deve promover um clima de confiança em que o relacionamento vai ser cimentada ao longo do tempo, o ciúme doentio não deveria fazer parte desse universo para dois, onde terceira abundam.

Ver também: Saiba a Forma de Manter um Homem Apaixonado em Cada Fase do Namoro (Imperdível)

 

A primeira coisa que você precisa aprender a diferenciar é que o ciúme é sinônimo de obsessão e posse, mas nunca com amor. Quando o amor é autêntico, talvez o gastemos em busca de reciprocidade no olhar do outro. Esperamos que nos façam sentir a certeza de quanto somos amados, como um gesto de proteção e atenção. Mas o outro lado da moeda é muito mais escuro, quando nos referimos ao ciúme justificando sua manifestação no amor como parte de um todo, e não é assim. Ser ciumento não é sinônimo de estar apaixonado. Refere-se mais precisamente àqueles que não confiam em si mesmos ou em seus parceiros.

Aquele que ama verdadeiramente não baseia seu amor na fraqueza da insegurança que o ciúme dá, que inspira posse e domínio na constante sede de controlar o casal. Isso é extremamente doente. A psicologia confirma isso, o ciúme é a obsessão de querer possuir a pessoa amada. O amor é muito mais profundo e está consolidado, pelo contrário, com plena confiança.

Deixar contas claras vem em primeiro lugar

Ao iniciar um relacionamento, é sempre apropriado manter uma boa comunicação com o casal, a fim de conhecer melhor e, nessa ânsia, saber o que lhe incomoda. É bom deixar as contas claras desde o início, começando pelo tipo de relacionamento que elas querem ter e como querem lidar com elas.

Para que o clima de confiança tenha um lugar entre os dois, a comunicação deve ser fluida desde o início. Você deve levar em conta que a pessoa invejosa fica chocada com os mínimos detalhes, e é por isso que falar sobre eles sempre os ajudará a se entenderem melhor.

As brigas na frente de outras pessoas

Evite a todo custo discutir perto de outras pessoas. Sempre pare as disputas na frente de todos. É tão desagradável que os outros vejam a intimidade do seu relacionamento. Portas internas podem ser discutidas em um clima de respeito. Explique que, se algo lhe incomoda e eles estão na rua, é melhor esperar até que eles cheguem a um lugar calmo onde possam conversar com mais calma. Tenha em mente que, se você permitir isso uma vez, ele pode ser repetido várias vezes e você acabará se cansando desse tratamento ruim.

Sai com seus amigos

Se você sabe que ele é ciumento, tenha cuidado quando sair com seus amigos. Faça ele se sentir seguro. Mostre a ele que ele não tem nada a temer. Valorize-o e dê-lhe o seu lugar na frente deles. Além disso, não deixe que o ciúme vá além do normal e acabe dominando o relacionamento. Você deve ter cuidado, mas não para o ponto de ter que mudar a sua vida sob o seu ciúme, nem você deve permitir-me para fazer você se sentir culpado por ciúme que tem ou longa – problemas prazo isso pode gerar no casal. Tudo tem um limite. Mantenha-o muito presente.

Quando o ciúme pode terminar o relacionamento

Em princípio, paciência e tranquilidade devem ser suas melhores armas. Você terá certeza de que, se estiver ao lado dele, é porque o ama e que ele não precisa se preocupar. Mas se você colocar todo o seu esforço no relacionamento para melhorar e sentir que o outro lado da situação é irreversível, é melhor parar a marcha e reiniciar a estrada.
Você tem que pensar que com o passar do tempo tudo pode piorar. Pior ainda se você decidir formar uma família com ele e seus filhos testemunharem a atitude do pai. Viver nesse clima de desconfiança não só vai prejudicá-lo, mas também as crianças que o criam sentirão esse desconforto e esse clima de desconfiança e insegurança permanente.

Tudo com o passar do tempo afetará você emocionalmente. Nessa busca pelo bem comum que deve ser feito entre os dois, a desconfiança é o pior dos aliados. Tropeçar com ele não constrói, mas destrói tudo em seu caminho até que não haja mais nada.

Não se acostume a suportar esse clima de convivência. Há mulheres que acreditam que o amor resiste a tudo, mas isso é um grande engano. Nenhum amor genuíno inspira desconfiança.

Se o problema piorar demais, eles podem parar e parar para falar sobre como consertá-lo ou estar preparados para recorrer a um profissional que indicará os possíveis caminhos a seguir, caso acreditem plenamente que podem salvar o relacionamento. Caso contrário, será melhor para cada um retornar à sua vida.

Se o que eles preferirem é continuar

Como mencionamos no início, a melhor coisa será sempre recorrer ao diálogo. Se o problema estiver piorando, proponha uma trégua. Mas para isso, ambos devem concordar. A ideia é que eles tentem reconstruir e recomeçar sua história. Pegue a ponta da bola que foi perdida em suas mãos.

Fazer um acordo de coexistência é parte de colocar em prática a vontade de tentar mudar a situação. Nesta experiência, tente deixar regras claras e tenha um compromisso de mudar da sua parte se estiver oferecendo toda a confiança de que precisa. Será uma questão de tentar novamente, de fazer um esforço mútuo para continuar seu relacionamento, se o amor que os uniu for verdadeiro.

Se o seu namorado foi muito ciumento, provavelmente vocês têm muitos conflitos, avalie melhor esse relacionamento e veja se realmente vale a pena continuar o namoro, afinal, se vocês casarem as chances de as brigas aumentarem são grandes.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: