Sinais de que seu último relacionamento te traumatizou

Sinais de que seu último relacionamento te traumatizou
5 (100%) 1 vote

Nem todas as histórias de amor dão certo. Ao ler isso talvez você tenha se sentido lendo algum trecho de livro… Mas se parar para pensar verá que é verdade!

Afinal, nem sempre você é correspondida ou a relação acaba indo adiante! O detalhe é que alguns relacionamentos deixam marcas, traumas numa melhor definição…

Tanto que você acaba ficando sempre com medo de que num próximo namoro isso possa acontecer novamente! Com o tempo acaba aprendendo que cada parceiro é diferente e que por mais semelhante que seja uma situação que esteja vivendo, não significa que as coisas vão dar errado de novo…

Será que você tem traumas de amor? Confira alguns sinais que indicam isso…

Ver também: Tipos de jogos mais recomendados para relacionamentos 

Será que você tem traumas de amor

Desconfiar de palavras românticas

Você está saindo com alguém e tudo está ótimo, até que ele começa a demonstrar que está interessado em algo a mais do que amizade…

Ele começa a dizer que te acha especial, que gosta de você, da sua companhia… Imediatamente um alerta vermelho se acende e você pensa que se trata de alguém que está mentindo para tentar conseguir algo, sexo, por exemplo.

Como resultado, você acaba se afastando ou inventando uma desculpa para vocês não poderem se envolver…

Não consegue confiar

Não são apenas as palavras românticas que lhe deixam desconfiada. Se você se permite relacionar novamente com outra pessoa tudo é motivo para desconfiar…

Você começa a questionar coisas – muitas que talvez nem tenham realmente acontecido – e se por acaso o novo namorado tem uma atitude igual a de seu ex, isso é motivo para briga! A desconfiança é tanta que você está sempre vigiando o Facebook e o visto por último do WhatsApp dele…

Viver fazendo comparações

O relacionamento ainda nem começou e você já está com uma lista mental de coisas que o atual partido tem que seu ex tinha ou não tinha…

No começo essas coisas ficam apenas na sua cabeça, mas logo começam os comentários de “Meu ex tinha essa mesma mania e deu no que deu!” Normalmente as comparações são negativas e você sempre quer dizer nas entrelinhas que o parceiro atual repetirá os mesmos erros…

Não conseguir ver finais felizes

Você conhece alguém interessante, se apaixona, e ao invés de aproveitar o momento e se arriscar, imediatamente começa a pensar que tudo vai dar errado…

Sem perceber passar a criar milhares de motivos pelos quais não vale a pena investir em um novo amor, todos resultando sempre na mesma resposta:

Você vai sofrer de novo! Você passa a se deixar dominar pelo medo e a insegurança, fechando seu coração para todo e qualquer homem que apareça em seu caminho…

Isso porque acredita que nada vai dar certo, que você não nasceu para o amor e vai terminar sozinha novamente, então chega a conclusão de que não vale a pena arriscar!

Remoer constantemente as más experiências

Tudo que você viveu de ruim em relacionamentos ou paixões anteriores parece te assombrar… Você faz questão de lembrar constantemente o quanto se dedicou a alguém e recebeu nada em troca!

Além disso, você procura saber do ex e sempre sente uma espécie de aperto no peito quando se lembra de tudo o que aconteceu.

Descrença no amor

Um dos sinais mais graves de alguém que tem traumas de amor é passar a não acreditar mais nesse sentimento… Normalmente essa pessoa amou demais e recebeu em troca migalhas de atenção, saindo muito machucada de um relacionamento anterior!

Para se proteger da dor passa a acreditar em clichês como “Os homens são todos iguais” ou “Não nasci para ser amada”… Quem chega nesse ponto perdeu a fé não só no amor e nas pessoas, mas também em si mesma, e para superar esse trauma precisará primeiro se reencontrar, reaprender a se amar!

Sinais de que você tem trauma de relacionamentos

  1. Você desconfia de qualquer palavra romântica Quem transforma em lei as experiências negativas tende a acreditar que pode cair na mesma armadilha novamente e, por isso, a dificuldade em confiar em alguém torna-se inevitável.
  2. Ao sair para um encontro amoroso, qualquer elogio é interpretado com desconfiança, como se o pretendente estivesse cheio de más intenções.
  3. Se após alguns encontros rolar algum comentário romântico, a certeza de estar sendo enganada pode colocar tudo por água abaixo.

Espera pelos mesmos finais infelizes do passado

Os traumas de relacionamentos funcionam como uma espécie de bola de cristal equivocada. Quando se apaixona por alguém e tudo parece estar indo bem, uma voz interior surge para contar que a história irá acabar mal e que você está condenada a sofrer novamente.

O medo, a insegurança e a ideia de repetir alguma experiência passada desagradável pode fazer com que a pessoa desista de se envolver ou fique sempre desconfiada, sem acreditar que possa estar acontecendo algo verdadeiro desta vez.

Pensa dez vezes antes de aceitar um pedido de namoro

  • “E se ele me trair?”;
  • “E se eu me apegar e depois descobrir que foi tudo mentira?”;
  • “E se ele só quiser namorar para se divertir e terminar em um mês?”. Ao receber um pedido de namoro de uma pessoa que gosta, o trauma faz com que inúmeras dúvidas desagradáveis surjam em mente. O pensamento negativo é tão forte que pode pesar muito na hora da decisão, por mais que a pessoa esteja apaixonada.

Acredita que a frase “os homens são todos iguais” é uma lei

Uma mulher que foi terrivelmente enganada uma vez pode acreditar facilmente que todos os homens agem e pensam da mesma forma com relação ao sexo feminino.

Uma pessoa que foi enganada por homem galinha, por exemplo, poderá pensar que todos os homens só querem diversão e, quando querem compromisso, algo deve estar errado.

Porém, quando isto acontece, fica muito difícil enxergar a singularidade de cada um e, os homens honestos acabam sofrendo as consequências deixadas pelos cafajestes.

Sempre desencana porque acha que não vai dar em nada

Viver com base nos traumas pode causar grandes prejuízos e fazer com que ótimas oportunidades sejam perdidas.

Quem sofreu muito com experiências negativas em relacionamentos amorosos também tem a autoestima prejudicada e, por isso, mesmo que as coisas estejam dando certo, a tendência é pensar que “não vai dar em nada”.

Compara o ex com o atual quase que constantemente

Para quem está namorando, o trauma se mostra muito claro em algumas atitudes. Tudo é motivo de comparação, principalmente as coisas negativas.

Se o atual demonstrar algum comportamento semelhante ao ex, acreditar que a história vai se repetir poderá ser inevitável. Por isso, é possível que haja brigas que não existiriam se não houvesse a perturbação pelas marcas que ficaram da relação passada.

No pior dos casos, o relacionamento pode chegar a um ponto de falta de compreensão dos dois lados e, consequentemente, o namoro pode acabar de forma trágica, como foi o último relacionamento.

Sempre reforça pensamentos negativos sobre homens

Outra característica típica de quem possui traumas é a formação de um escudo pessoal para evitar que sofra novamente.

Este “escudo” já elimina imediatamente qualquer chance de viver um romance, pois faz com que a pessoa repita para si mesmo que não é possível ser feliz com alguém e que a melhor opção é não se apegar.

Cada vez que um sentimento começa a nascer, esses pensamentos reforçados tentam expulsar imediatamente as novas sensações antes que se torne algo dominante.

Fica remoendo com frequência as más experiências

Mesmo quando está sozinha e sem conhecer ninguém no momento, o sofrimento passado torna-se evidente em diversas situações.

Lembrar dos piores momentos e sentir um aperto no peito é algo comum. Procurar saber do ex ou da pessoa que fez mal, por exemplo, é outra atitude que entrega que ainda há um sentimento não esquecido e feridas abertas.

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: