Sinais de que você é realmente uma pessoa madura

Sinais de que você é realmente uma pessoa madura
Avalie esse artigo

O meio e as ações externas influenciam muito em nosso dia a dia, na rotina, e consequentemente em nosso comportamento, já que muitas vezes não nos damos conta do que estamos falando ou de como estamos agindo com os outros ao nosso redor.

Porém existem pessoas que conseguem se manter em equilíbrio e na maior parte do tempo agem com maturidade, fazendo as escolhas certas para a própria vida. Confira quais são as características marcantes das pessoas maduras, e saiba se você é uma delas.

Ver também: 6 coisas importantes para dizer ao seu companheiro todos os dias

Aceita um não como resposta:

Essa é uma das grandes dificuldades enfrentadas por todos nós. Quando estamos em busca de algo ou quando fazemos um convite a alguém, esperemos um ‘’sim’’ quase que imediato, e a verdade é que quase nunca nos acostumamos com a ideia da resposta ser negativa.

Por outro lado, se você sabe encarar situações como essa, é um ótimo sinal de maturidade, como por exemplo quando planeja um final de semana super legal com os amigos, mas na última hora acontece um imprevisto e eles desmarcam com você.

Sua atitude diante de uma situação assim determina uma boa parte da sua personalidade, inclusive sua facilidade e destreza em lidar com isso. Se sua reação é dizer ‘’Que pena, vamos marcar para o próximo final de semana’’ ao invés de brigar com todo mundo, chorar e nunca mais querer marcar nada com os amigos, você com certeza já ganhou um ponto.

Consegue agir com educação e respeito na frente de quem não gosta:

Já passou por uma situação em que alguém que você não tem nenhum pouco de afinidade chegou no lugar que estava? Mais complicado ainda: Já foi ‘’forçado’’ a cumprimentar ou conversar com alguém, sem ter nenhuma escolha?

Muitas pessoas não conseguem fazer isso e acabam agindo por impulso, tratando a pessoa de uma forma ruim e passando uma imagem muito imatura de si mesmo. Não é fácil, mas muitos problemas podem ser evitados com algo bem simples: cumprimento pessoal.

Ninguém é obrigado a ser legal o tempo todo, ainda mais com quem não gosta, mas a educação é imprescindível e é uma característica que sempre está presente nas pessoas maduras. Se você age assim apesar de ter passado por momentos ruins com tal pessoa, saiba que a maturidade é uma de suas virtudes.

Sabe dar a devida atenção para todos os aspectos da sua vida:

Trabalho, relacionamento, estudos, casa, etc., podem ser muito cansativos, e por vezes não sabemos lidar corretamente com tudo ou estabelecer um limite. Mas veja bem, se você sabe a hora de começar e parar de trabalhar, começar e parar de se divertir ou se distrair, se entende o momento certo de se dedicar aos estudos e ao seu namoro, esse é um ótimo sinal, já que muitas vezes somente 24 horas não são suficientes para dar atenção para tudo.

Além de mostrar maturidade, isso diz muito sobre sua organização e praticidade com sua própria vida. É necessário haver início e fim todos os dias e em todas as atividades, para que nada se perca ou fique sem atenção.

Fica feliz com o sucesso de outras pessoas:

Comemorar o próprio sucesso é extremamente comum. E quem não quer? Se obtemos êxito é claro que ficaremos felizes e orgulhosos, mas e quando isso acontece com um amigo?

Imagine que seu colega de trabalho tenha conseguido uma boa promoção (e você não) depois de ter se esforçado bastante por muito tempo. Ficar feliz por ele e comemorar verdadeiramente é exatamente o que faz uma pessoa com maturidade.

Mas é importante ressaltar que esses sentimentos só devem ser valorizados se não vierem acompanhados de inveja ou qualquer ideia de tentar derrubá-lo, falar mal ou menosprezar seu colega. Ser capaz de comemorar o sucesso dos outros e não apenas o seu é de suma importância, até mesmo para seu convívio em sociedade.

Não se inferioriza em relação a seus amigos:

Na adolescência é bem comum se comparar com todo mundo, principalmente com os amigos mais próximos, e sempre achar que eles são melhores do que você em tudo ou quase tudo. Porém, a adolescência é uma fase complicada em que poucas pessoas conseguem agir com maturidade, então isso deve acabar lá.

A vida adulta é completamente diferente e nela situações como essas não devem acontecer de forma alguma, então, se você é uma pessoa madura, com certeza não tem o hábito de fazer isso ou reprova totalmente, preferindo ser você mesmo e admirando a si mesmo em primeiro lugar.

Lembrando que achar alguém bonito ou esperto não significa se rebaixar! O problema é quando isso se torna uma obsessão e você tem a necessidade de se comparar sempre, de não achar pontos positivos em você mesmo em vista da outra pessoa ou até mesmo de tentar copiar seu amigo no estilo.

Maneira de agir, comportamento, etc. Pessoas maduras tendem a gostar de si mesmas e agirem de forma espontânea, explorando o próprio estilo, ao invés de copiar ou se espelhar em outra pessoa.

Sabe reconhecer o que te faz mal e para:

Algumas atividades e condições são prejudiciais a nossa saúde, autoestima e influenciam bastante no nosso dia a dia e até nas relações pessoais. Saber identificar o que está te afetando e parar (imediatamente ou aos poucos) faz parte da maturidade.

E mais do que isso faz parte da preocupação que você tem consigo mesmo, pois a consciência de que algo ruim não está mais presente na sua vida e foi eliminado, alivia uma grande carga e tira bastante peso das suas costas. Além disso, você saberá que mudou algo para melhorar seu bem estar e colocou sua autoestima e saúde (física ou mental) em primeiro lugar.

Agir com maturidade não é uma qualidade importante apenas em alguns momentos, e sim o tempo todo, ou seja, deve estar presente em nosso cotidiano. Se todas as situações explosivas fossem antes bem pensadas e encaradas com maturidade, praticamente 100% dos problemas seriam evitados e as chances de desenvolver atritos ou inimizades seriam bem menores. A maturidade sempre apresenta características marcantes, sendo fácil identificar alguém que age assim.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: