Sinais De Que Você Está Em Um Relacionamento Psicologicamente Abusivo (IMPERDÍVEL)

Sinais De Que Você Está Em Um Relacionamento Psicologicamente Abusivo (IMPERDÍVEL)
Avalie esse artigo

As mulheres maltratadas psicologicamente muitas vezes mostram uma série de sinais que podem ser detectados por serviços profissionais ou sociais tomar as medidas necessárias. Esses sinais podem ajudá-lo a saber se você sofre algum tipo de abuso por parte de sua parceira ou se algum conhecido ou amigo seu tem e coopera com ela para que ela possa sair dessa situação.

Mulheres abusadas podem sofrer os sintomas da síndrome de estresse pós-traumático, que pode ser causada por violência física e psicológica. Embora não haja marcas no corpo que indiquem que uma mulher está sendo maltratada, há sintomas ou comportamentos que mostram que essas mulheres estão sofrendo algum tipo de abuso psicológico.

Outro aspecto a ter em conta é que o abuso psicológico não ocorre apenas nos relacionamentos, mas também na amizade ou em outras áreas, como o trabalho. No entanto, embora neste artigo eu vou focar no abuso psicológico contra mulheres em relacionamentos heterossexuais, há traços que se repetem em outras circunstâncias onde a manipulação ocorre.

Ver também:  Segredos para um Casamento Feliz

 

11 traços apresentados por mulheres agredidas psicologicamente

1- Eles têm baixa autoestima

Pessoas que sofrem algum tipo de abuso, geralmente têm uma situação de baixa autoestima. É um dos sinais mais claros que indicam que pode haver algum tipo de abuso psicológico no relacionamento.

O agressor usa a autoestima de seu parceiro em seu nome, estabelece um controle dinâmico e abuso, seja por meio de insultos, ofensas ou outras técnicas de manipulação que fazem as mulheres cada vez mais subestimação. Por exemplo, iluminação a gás.

Ao fazê-los acreditar que são superiores a eles, eles criam um vínculo de dependência. Quanto menos auto-estima, menos capazes são de deixar esse relacionamento. 

2- Eles se culpam

A manipulação e a baixa auto-estima derivada dela contribuem para que as mulheres agredidas se sintam culpadas pelas ações ou comportamento do agressor. Eles tendem a justificar suas ações na frente dos outros, embora o comportamento dessa pessoa seja claramente desprezível e injustificável. O sentimento de culpa é habitual nas vítimas de algum tipo de violência. 

3- Eles manifestam um humor triste

A violência psicológica pode gerar uma depressão para a pessoa que sofre, ou enquanto essa situação de abuso permanece como depois. Vários estudos confirmaram que a depressão é um dos efeitos mais comuns em mulheres que foram maltratadas.

4- Em seu relacionamento com os outros, eles tendem a ser desconfiados

A desconfiança e a insegurança podem denotar que essa mulher está sofrendo algum tipo de abuso, seja psíquico ou físico. O medo desempenha um papel fundamental em situações de abuso. As mulheres que sofrem abuso psicológico temem a retaliação que seu parceiro pode ter com elas se não agirem como gostariam.

Além disso, uma das técnicas de manipulação mais comuns para controlar a vítima é o isolamento da vítima. A pessoa abusada se sente cada vez mais solitária e dependente de seu agressor. Portanto, ela também acha que ninguém pode ajudá-la.

5- Eles têm medo das reações de seus parceiros

A desconfiança de que falo na epígrafe anterior tem a ver com algo muito comum em mulheres que sofrem abuso psicológico de seus parceiros, o medo. Eles acreditam que, se conseguirem se comportar como os agressores querem, algo praticamente impossível, eles não serão reprovados por suas ações, nem depreciados ou insultados. Para fazer isso, eles tentam agradá-los ou fazer todo o possível para evitar conflitos.

Por exemplo, se seu parceiro fica irritado ou insulta você porque ele sai com seus amigos, a mulher que sofre essa manipulação deixará de sair com seus amigos antes de enfrentar ou abandonar essa situação.

6- Eles são submissos aos seus parceiros

Esse medo, como eu disse antes, os leva a se comportar como querem os agressores. Eles usam todas as suas ações para agradá-los e conceder-lhes as demandas que eles exigem em todos os momentos. A maioria das mulheres que sofrem abuso acredita que, ao se adaptarem aos seus parceiros, elas poderão acabar com o conflito, criar uma situação pacífica e, finalmente, ser felizes.

7- Ocultar informações para familiares e amigos

Outro dos sinais que podem ser observados em mulheres que sofrem algum tipo de abuso psicológico são as informações que contam sobre seu relacionamento. Às vezes, aqueles que estão sofrendo abuso psicológico não contam tudo o que acontece com eles. Isso pode ser por vários motivos:

– Eles temem que seu parceiro descubra o que eles estão falando e que eles retaliam contra eles. Eles não confiam nos que estão ao seu redor, eles acreditam que aqueles que os ouvem podem pensar que estão loucos ou até mesmo dizer ao agressor. Outra razão pela qual eles não contam todos os detalhes do que eles vivem pode ser vergonha.

7- Eles têm vergonha de si

Esse traço está intimamente relacionado ao sentimento de culpa. As mulheres que sofreram violência de seus parceiros podem se sentir responsáveis ​​por permitir esse abuso. Algo que os faz sentir vergonha de si mesmos. Uma resposta que o autor descreve como normal quando algum tipo de dano é sofrido, mas que é superado quando se entende que o responsável pelo abuso é o agressor.

8- Eles são inseguros sobre suas ações

Vergonha, medo e desconfiança fazem com que essas mulheres se comportem de maneira insegura. Eles têm medo das conseqüências de suas palavras ou ações. Essa insegurança também se manifesta através da comunicação não verbal. Por exemplo, se eles olharem para baixo enquanto falam, eles diminuem o tom de voz ou parecem fugitivos ou ansiosos para encerrar a conversa.

9- Eles estão relutantes

Mulheres vítimas de abuso psicológico são gradualmente abandonadas. Eles se concentram tanto em agradar a pessoa que os abusa, que se esquecem de si mesmos. Eles quase nunca querem fazer coisas diferentes, como sair para uma bebida com um grupo de amigos.

10- Eles estão sempre alertas

O medo de seus agressores os faz permanecer em um estado de vigilância constante. Eles chegam a pensar que seus abusadores estão controlando-os em todos os momentos, então eles tendem a fugir de situações que eles sabem que não gostam.

Este estado de alerta tem a ver com a manipulação exercida pelos abusadores, por exemplo, através do telefone, mantendo-os localizados a qualquer hora e reagindo furiosamente caso não consigam contatá-los.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: