Superando o fim: o que fazer para a dor passar?

Superando o fim: o que fazer para a dor passar?
Avalie esse artigo

Tem sido difícil, né? Eu te entendo completamente, parece que a vida não tem mais cor, que você não é mais você e que nada vai ser tão bom quanto era. Parece que ninguém vai superar o que vocês viveram juntos, que te falta o ar dentro dos pulmões e que o coração já não bate mais no mesmo ritmo.

Parece que as pessoas não te entendem e que ao mesmo tempo em que te ajudam a ocupar o tempo e a cabeça com outras coisas, você quer mesmo é ficar sozinha e não dar mais satisfações a ninguém. Mesmo que você se ocupe o dia inteiro com diversas outras coisas, parece que a noite sempre vem pra fazer você chorar e que as lagrimas tomam conta de todo o teu travesseiro. É ta difícil, eu sei.

Sei que não adianta eu dizer que vai passar, pois isso você escuta de todo mundo e a cada dia que se arrasta na sua vida parece que o sofrimento nunca tem fim. Mas vou te contar um segredo: você precisa passar por isso, você precisa sentir, precisa se permitir ficar triste. Faz parte, é o luto.

Quando perdemos alguém que nos foi importante na vida é sempre muito doloroso. Não importa se essa pessoa faleceu ou só foi embora, você tem sentimentos e isso é muito triste.

Quando terminamos um relacionamento, não acabamos só com a pessoa. Rompemos com parte de nossa vida, rompemos com os familiares que as vezes até pareciam nossos, rompemos com parte da nossa história, rompemos com nossos planos de um futuro. Não é só um término, é a perda do vivido e do que você ainda queria viver. E é por isso que é tão dolorido.

Ver também: Como lidar com um ex que não supera o fim do relacionamento?

Sentir é normal, permita-se

Permita-se a sentir essa dor, a chorar, a viver esse luto, permita que as lágrimas tomem conta do seu rosto e que as pessoas cuidem de você. Permita-se sentir raiva, saudade e até culpa, permita-se olhar mais para você.

E depois que tiver inundada de sentimentos, olhe para você internamente, aproveite esse tempo de reclusão para pensar mais (não só na pessoa, porque eu sei que é inevitável). Pense no quanto você pode ser melhor sem ela, aonde você pode chegar, que novos planos pode fazer.

Se questione se a relação era realmente tudo isso, se a pessoa era realmente era o amor com o qual você sonhava, pense nas coisas que sempre quis fazer, mas nunca fez porque ela não gostava. E quando a bad começar a passar, e ela vai, comece a permitir se amar mais.

Inicie fazendo algo por você, mudando o cabelo, iniciando uma atividade que lhe de prazer, fazendo novas amizades, tirando férias, viajando, lendo um livro, qualquer coisa que te faça sentir bem.

É o clichê dos clichês, eu sei, mas muita gente não sabe como se amar. É nesse momento que você descobre o quão incrível pode ser ficar na sua própria companhia, que você descobre gostos novos e a pessoa que você nem sabia que poderia ser.

Você se surpreende com as coisas incríveis que pode fazer por si mesmo quando não passa metade do seu tempo pensando em outra pessoa (leia mais aqui). Então você descobre que a dor só vem para que possa valorizar os dias bons, que as pessoas vêm e vão de nossas vidas para que possamos aprender algo novo com elas e que nada se supera do dia para noite.

Pode demorar semanas, e até alguns meses, mas no final você descobre que pode ir muito além, que a pessoa nem era tudo isso, que você aprendeu e amadureceu muito com toda essa história e que você até é capaz de amar um novo alguém.

Algumas pessoas costumam dizer que só se cura um amor com outro, eu discordo completamente. Acredito que só cura um coração partido aprendendo a sentir e se amar em primeiro lugar.

Só quando você puder ser sincera consigo mesma, aprender com seus erros e olhar para você com maturidade e orgulho da pessoa que você se tornou é que vai poder entrar em uma nova relação de forma saudável.

Quando nos permitimos sentir e passar por todos os processos é que podemos iniciar algo novo em nossas vidas, sem arrependimentos e sem apegos. Não vou dizer que é fácil e que nunca fraquejamos ou pensamos em voltar atrás, mas vou dizer que quando você chega do outro lado também é lindo demais.

Por isso, hoje você pode estar aí chorando e sofrendo e eu te entendo perfeitamente, mas o tempo vai passar e com ele a dor. Aí vai ser o momento de coisas maravilhosas acontecerem na sua vida.

Fases pós-término

A raiva é uma fase importante no processo de superação e ajuda na cura. A forma como o rompimento acontece influencia bastante nas fases emocionais que o seguem. Entretanto, os sentimentos que normalmente se observa em pessoas que foram dispensadas pelo parceiro são, em ordem:

  1. Indignação
  2. Raiva
  3. Tristeza
  4. Culpa
  5. Aceitação

Cada sentimento cumpre uma função no processo de ressignificação. Mesmo a raiva – desde que não agrida – pode ajudar a proteger de uma tristeza imensa e insuportável. O tempo do processo varia de pessoa para pessoa.

O que você pode fazer para superar o fim mais rapidamente?

Procure redescobrir o sentido da sua vida:

Muitas pessoas colocam todas as chances de ser feliz na mão da outra pessoa, o que é um grande erro. Sua felicidade depende somente de você e, por isso, descobrir o sentido da sua vida fará com que você não coloque tanta expectativa e responsabilidade sobre o outro da próxima vez. Além disso, ter essa consciência te fará perceber que a vida não acabou só porque vocês não estão mais juntos.

Reflita sobre seus relacionamentos passados:

 Isso não significa reviver cada segundo que vocês passaram juntos, mas sim procurar pensar de forma crítica sobre as suas atitudes no passado a fim de aprender e amadurecer.

Procure enriquecer sua vida: 

Vá atrás de experiências novas e diferentes, saia da sua zona de conforto e descubra novos interesses. Além de te distrair e dar novo ânimo, essa atitude te trará novas paixões, que tornarão sua vida mais completa e garantirão que, na próxima desilusão, você não sinta um vazio tão grande.

Construa pilares fortes nos quais possa se apoiar:

 Você não deve ter apenas uma motivação na vida. Fortaleça suas amizades, estreite os laços familiares, busque e dedique-se a um trabalho realizador e cultive um corpo saudável.

Invista em você: 

Toda ação que ajuda a pessoa a melhorar fisicamente, emocionalmente, intelectualmente, socialmente ou espiritualmente é benéfica nesta hora. Ao cuidar de si mesmo, você estará trabalhando e elevando sua autoestima. Para isso, você pode dar uma repaginada no visual, se dar roupas novas, melhorar seus hábitos de saúde, começar a estudar algo que lhe interessa, fazer cursos, enfim, fazer qualquer movimento que seja voltado inteiramente para você e seu bem-estar.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: