Terapia de casal realmente funciona?

Terapia de casal realmente funciona?
Avalie esse artigo

A decisão de se relacionar amorosamente, além de ser algo bom, é muito importante para a vida pessoal das pessoas. No entanto, saber viver em harmonia e compartilhar o que há em sua vida com uma nova pessoa de forma harmoniosa, pode ser um grande problema e enigma para muitos.

A vida entre duas pessoas, muitas vezes acaba se degradando por pequenos desacertos do dia-a-dia, brigas regulares, pelas diferenças de opinião, discussões sobre o relacionamento que provavelmente não vão levar a lugar algum, por aquelas características próprias que o outro tem e você não curte, são diversos os problemas que vão se acumulando e fazendo o casal preferir a distância.

E nos momentos de crise, a boa e antiga conversa, que é essencial para qualquer relação, acaba se tornando algo quase impossível. Incialmente, antes de colocar um fim definitivo em uma relação estável ou no casamento por causa dos conflitos, tentar fazer uma terapia de casal pode ser uma ajuda maravilhosa para encontrar uma luz no caminho que traga felicidade para as duas pessoas.

Ver também: Como superar os problemas que levarão seu relacionamento ao fim

Mas afinal, terapia de casal funciona?

Quando o assunto é casamento ruim, a pergunta mais normal é “Terapia de casal funciona?” e se realmente dá resultados satisfatórios. A terapia de casal pode funcionar sim, mas é necessário entender desde o início que não existe uma magia para restaurar relacionamentos.

A função da terapia é fazer com que as pessoa deixem tudo o que estejam fazendo por algum tempo e tenham o privilégio de de rever a vida a dois, aceitem a olhar para si mesmos, para sua história de vida, repensem seus atos e dificuldades, enfrentem os sentimentos que acham muito difíceis de compreender.

É um momento apropriado para melhorar o diálogo, com a ajuda de um profissional capacitado que ouvirá tudo de forma bem detalhista e atenta. No entanto, a função do terapeuta de casal não é dar opiniões ou aconselhar a vida das pessoas. O terapeuta de casal irá ajudar o casal a encontrar novas formas de ação e a consequente arrumação de conflitos.

Não existe hora certa e nem como dizer para quando iniciar uma terapia de casal, mas é importante que, antes de tudo, o casal tenha capacidade de reconhecer a insatisfação para que tente evitar que as brigas e momentos ruins cheguem a um ponto sem volta. A principal sacada é saber reconhecer quando os conflitos estão fazendo com que se perca o respeito pelo outro.

Quem vai atrás da terapia de casal deve ter consciência também que o objetivo não é evitar que o divórcio aconteça, e sim melhorar a relação para que isso não ocorra, e até tentar uma maneira de reconciliação.

No entanto, nada pode impedir que o casal chegue à conclusão de que serão mais contentes se estiverem separados. Em casos assim, mesmo que a dor seja impossível de ser evitada, a terapia de casal ajuda as pessoas a enfrentarem a situação de forma mais tranquila.

Como funciona uma terapia de casal

Casais têm problemas, é comum. Alguns, poucos; outros, nem até demais. Na verdade, a conversa franca e sem nenhuma forma de rancor é sempre uma boa maneira para elucidar dúvidas e resolver coisas pendentes que podem ameaçar a boa harmonia entre os parceiros.

No entanto, em determinadas situações, principalmente naquelas em que, aparentemente, ninguém nota uma deixa, é preciso o auxílio de um profissional especializado. Mas nem sempre é tão tranquilo determinar qual o momento realmente, de se procurar uma terapia de casais.

É muito difícil notar não especificamente quais os conflitos que levam um casal à terapia. Se listar questões mais normais, dá pra ficar na superficialidade e em generalizações, que não possuem contexto e características restritas par de cada casal, e de cada pessoa que forma esse casal.

Ficando assim claro, pode-se dizer que situações que envolvem um cotidiano “pesado” e desbalanceado, questões do ciclo natural (nascimento e educação das crianças em diferentes idades, por exemplo), questões que envolvem dinheiro, questões sexuais, de projetos de vida diferentes, para citar alguns. Nada disso, ainda, é único, mas aparece como motivo para pedir um help, sim.

Como, de fato, funciona a terapia de casal? De que forma o profissional consegue investigar os problemas? A conversa, é realizada com os dois ao mesmo tempo, um de cada vez ou apenas um dos deles?

A terapia de casal, funciona como um lugar de recepção, de doação de um ambiente protegido e cauteloso, em que o casal pode jogar para fora o que sentem, colocar suas perguntas e andar na criação de saídas para seus impasses, dificuldades e lutas internas.

O terapeuta é um ajudante nessas conversas, normalmente bem difíceis, que colabora com sua sabedoria e experiência, principalmente com uma série de perguntas, para clarear as situações, prestar atenção nas questões, e não nas brigas de ambos, para diminuir o conflito aprimorando o diálogo construtivo, colaborando para que o casal saia do quarto fechado de problemas e caminhe para suas resoluções.

A terapia acontece com o casal, mas quando há um grande conflito ou alguns empecilhos pontuais, cada um dos parceiros pode ser escutado separadamente.

Quando um casal precisa de terapia? Em que momento chega-se a essa conclusão?

Pensando nisso como forma de prevenção, seria legal que o casal procurasse ajuda quando identificasse diferenças significativas e repetitivas, sobre aquelas que não consegue chegar a bons fechamentos, o que é normal, por exemplo, com a educação das crianças.

Só que, a predominância é pela procura profissional, quando por ventura, depois de várias e avassaladoras tentativas, com intrigas já deflagradas, com doenças e aparecimento de graves sintomas em um dos amantes ou nos filhos.

Temos ainda muitas dificuldades tanto de cultura como sociais, para a maneira de reconhecer e procurar desse tipo de terapia, sendo mais comum a ida de um ou outro para uma terapia de forma individual, quando vão, ou o envio de filhos para algum tratamento.

Os resultados da terapia de casal dentro da relação podem ser diferentes se a terapia for com apenas um dos parceiros ou juntamente com o companheiro?

Manifestações de transformação irão ocorrer, mas se acontecer, pode ser possivelmente de forma desbalanceada, com o par indo a terapia e evoluindo de forma diferenciada. Entretanto, é melhor que pelo menos um queira mudar ao invés de nenhum deles.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: