Tudo o que precisa saber sobre a primeira vez

Tudo o que precisa saber sobre a primeira vez
Avalie esse artigo

Vivemos em uma sociedade super-acelerada, onde homens e mulheres iniciam sua vida sexual cada vez mais cedo. No entanto, em meio à toda modernidade, há uma minoria que decide esperar. Seja por crenças religiosas ou porque querem a primeira vez com a pessoa certa ou porque têm medo, essas pessoas adiam sua primeira vez; mas o que acontece quando essa espera se torna muito longa? O tempo passa, elas chegam aos 30 e até mesmo 40 e ainda não perderam sua virgindade. Se você está nesse grupo, fique tranquila… Não é uma exigência fazer sexo antes de uma determinada idade. Para te ajudar quando você resolver dar esse passo, eu trouxe alguns segredinhos sobre a primeira vez. Vamos lá?

Virgindade é tão importante?

A virgindade ou a ideia de virgindade é uma construção social e cultural. Não há nada dentro do nosso corpo ou da nossa vagina que se chama “virgindade”. É simplesmente uma ideia que foi criada para, muitas vezes, controlar o desejo e a sexualidade das pessoas. Biologicamente, dizemos que a virgindade é o atributo de uma pessoa que nunca teve relações sociais. Portanto, não é tão importante ser virgem ou não, mas ser feliz e se contentar com suas decisões.

Agora, se você se sente atormentada e até mesmo se sente envergonhada de admitir com seus amigos que você é virgem, analise o que poderia estar acontecendo e a partir daí, você pode mudar o seu comportamento.

Medo da primeira vez

Os preconceitos que cercam a primeira vez, a criação ou religião podem afetar a sexualidade de algumas mulheres. Comentários como “vai doer” ou “uma vez que o homem consegue o que quer, deixa você” ainda estão na boca de muita gente. Além do medo da dor, também há a velha crença de encontrar a alma gêmea, o príncipe encantado, o homem ideal, por isso muitas adiam a primeira vez. O problema, nesse caso, é que elas acabam idealizando a relação sexual.

Muitas evitam enfrentar a realidade por medo de cometer erros e, por essa razão, atrasam a primeira vez o máximo possível. Ao mesmo tempo, a mídia, o cinema e a literatura feminina transmitem mensagens erradas sobre a “primeira vez”, que é definida pela paixão e pelo orgasmo. Isso gera muitas pressões e angústias. Por esse motivo, um mau começo pode causar um bloqueio duradouro.

A virgindade tardia, ou o receio de ter relações com alguém, também pode ter sua origem em abusos sexuais. Nesse caso, é fundamental ir a um profissional para poder desfrutar a sexualidade completa novamente. Por sorte, esta não é a razão mais frequente para a “virgindade tardia”.

Sinais de alerta

As “virgens tardias” podem inventar uma vida sexual imaginária ou jogar o cartão de mulher misteriosa. Algumas são capazes de iniciar um relacionamento, mas terminam quando o momento fatídico chega.

Outras, por outro lado, escolhem não ter qualquer relação sentimental e, em casos extremos, se isolam socialmente. Existe também o risco de rejeição do próprio corpo, especialmente no caso das meninas. Enquanto os meninos se masturbam para controlar seus impulsos, as meninas se afastam de seus próprios corpos e deixam de lado seus próprios desejos.

Mitos

Costuma-se dizer que um órgão que não é usado atrofia e que, se o pênis ou a vagina não conhecem  nenhuma atividade coital deixam de funcionar. Isso é uma grande mentira! A vida sexual é estimulada pelos hormônios sexuais e estes diminuem com a idade, mas continuam produzindo.  Também há tratamentos de complemento para as pessoas que os produzem em pequena quantidade. É por isso que a idade não é um impedimento para iniciar uma vida sexual completa.

Conversar sempre é uma opção

Falar sobre o assunto com a pessoa que está ao seu lado é a melhor coisa a fazer. Isso ajudará a naturalizar o problema e reduzir gradualmente as barreiras criadas em relação ao sexo. E uma mensagem para seus parceiros: aproveitem! Explorem seu potencial sexual completo! Então, uma vez que você se sinta confortável, você só precisa se divertir!

Alguns conselhos

  • Tenha em mente que o exercício da sexualidade é um longo processo de aprendizagem que se desenvolve ao longo da vida. Começa antes da primeira vez e envolve mais do que alguns minutos de relações sexuais.
  • Não reprima a sexualidade, viva-a ao seu próprio ritmo, espaço e concepção.
  • Tome consciência de si mesma: você deve aprender sobre seu corpo antes de tudo.
  • Isso não significa apenas saber onde seus órgãos sexuais estão e como eles são, mas também como eles respondem aos mais variados estímulos.
  • Reconheça que, embora seja virgem, você é um ser sexual com sentimentos, emoções e pensamentos sexuais. E isso é ótimo.
  • Aprenda a fazer amor consigo mesma: toque-se, masturbe, acaricie, sinta, teste, divirta-se e desfrute de si mesma antes de estar sexualmente com outra pessoa, para explorar sua reação a diferentes sensações. Não há nada de errado em conhecer seu corpo intimamente.
  • Você decide quando deve dar o grande passo. Se algo faz você duvidar, então você não está pronta para fazer isso. Tire seu tempo e espere até se sentir 100% segura.

Segredos sobre a primeira vez

A virgindade só é perdida uma vez, portanto, aproveite o momento. Se você está planejando perder sua virgindade em breve, essas dicas serão muito úteis. Não dê tanta importância à idade e relaxe.

A primeira vez não é necessariamente dolorosa

Dizem que dói e algumas mulheres dizem que não se lembram disso, mas, na realidade, não há motivo para ficar obcecada com esse assunto. A vagina é um órgão elástico e quando a mulher está relaxada, não há dor. Na maioria das vezes o motivo da primeira vez ser dolorosa é muito mais a tensão e expectativa do ato do que uma questão física. Muitas vão praticar sexo pela primeira vez nervosas, esperando a dor, o que realmente ocorre devido a tensão.

Hímen não é sinônimo de virgindade

O hímen é uma fina camada de pele que cobre a vagina para proteger bactérias antes do aparecimento do cabelo púbico. Sem tecido nervoso, essa membrana é insensível, mas tem poucos vasos sanguíneos que causam hemorragia para quebrar. A penetração não é a única maneira de romper o hímen. Algumas mulheres nascem sem hímen e outras podem tê-lo intacto, mesmo após três anos de atividade sexual.

A penetração não é a única maneira de perder a sua virgindade

A virgindade é um conceito cultural para o período que ocorre antes de fazer sexo. Não há necessidade de penetração vaginal para considerar que você não é mais virgem. O sexo oral e anal também são considerados sexo.

Tempo x experiência

Homem ou mulher, não há como saber se você já teve relações sexuais. Por um lado, nenhuma mudança física ocorre após a primeira vez e, em segundo lugar, é impossível avaliar a experiência. Na verdade, a experiência sexual é adquirida ao longo do tempo e, no entanto, muitas pessoas não aprenderam nada, mesmo após anos de prática.

Eu sempre aconselho a conversar abertamente com o parceiro, até para que ele tenha um pouco mais de cuidado nessa primeira relação.

Não é obrigatório estar apaixonada

O sexo e o amor não andam necessariamente de mãos dadas. Algumas pessoas precisam estar apaixonadas para ter relações sexuais, mas não é algo que se aplica a todos. Para fazer sexo, você tem que ser emocionalmente madura para que você não se sinta pressionada a fazer nada que não queira. Não há necessidade de mais.

A primeira vez sempre será lembrada

A primeira vez é inesquecível, no entanto, raramente é associada a uma experiência maravilhosa. Como sempre, quando fazemos uma coisa pela primeira vez temos a mania de nos concentrar em como fazer do modo certo e não apreciamos a experiência, o que causa estresse. Não entre em pânico, você irá melhorar ao longo do tempo e depois tudo será mais agradável.

Você pode ficar grávida na primeira vez

É algo que você provavelmente já ouviu, mas sempre é bom reforçar. Existe sempre um risco de gravidez toda vez que você  faz sexo sem proteção. A penetração e a ejaculação na vagina, seja na primeira ou na vigésima vez, pode resultar em uma gravidez ou na transmissão de uma doença sexualmente transmissível.

Preliminares fazem toda a diferença

Antes do ato sexual é  aconselhável realizar uma série de jogos preliminares. Dessa forma, você se sentirá mais confortável diante de uma situação estranha e também ficará mais preparada para o ato sexual. Quanto mais lubrificada, menos dor você poderá sentir na relação.

Não espere perder a sua virgindade e alcançar o orgasmo

O estresse não perdoa as mulheres e muitas vezes isso resulta em uma tensão vaginal, pouca lubrificação, o que causa desconforto e dor durante as relações sexuais. Além disso, o orgasmo vaginal na primeira vez é muito raro. No início da vida sexual, o prazer do clitóris permanece mais acessível e mais rápido. Não se decepcione se não atingir o clímax na sua primeira relação sexual. Fique tranquila, haverá muitas chances mais tarde.

A idade não interfere no orgasmo

Para alcançá-lo, só é necessário se render ao que está sentindo no momento. Quem tenta controlar seus sentimentos, começa a pensar durante o ato sexual e para de se divertir. Se vocês dois estiverem dispostos a se conhecer, então você precisa se libertar das especulações para se deixar levar pelo sentimento do momento. Isso, inevitavelmente, os levará ao orgasmo, independentemente da idade.

Reflita

A primeira vez pode ser difícil para muita gente. A sexualidade não é inata, como muitos acreditam, e isso é algo que sempre deve ser levado em consideração. O mais importante, sem dúvida nenhuma é confiar em você mesma e no seu próprio corpo. Seja aos 20, 25 ou 30 anos, a decisão é sua. No entanto, se a primeira vez se tornar um obstáculo intransponível, consulte um profissional. Isso a ajudará a olhar a situação sob uma ótica diferente e irá lhe fornecer ferramentas para superar os seus medos.

Não é tão importante ser virgem ou não, mas ser feliz e estar satisfeita com suas decisões. O início da relação sexual é um processo muito pessoal e depende de muitas circunstâncias, que variam de acordo com a experiência de vida de cada um. Viva o seu caminho, tente se sentir confortável em explorar primeiro outras expressões sexuais antes de entrar nas relações sexuais; vá em frente! E pare de tratar a virgindade como um tema de outro mundo. É difícil, mas quando você encontra uma pessoa com quem sente que pode falar sobre isso e ser entendida, as coisas fluirão naturalmente. Não se preocupe!

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: