Veja benefícios da base para sua pele

Veja benefícios da base para sua pele
Avalie esse artigo

 

 

Os hábitos e consumo de produtos de beleza estão cada vez maior entre as mulheres brasileiras e um dos produtos principais para essa rotina de beleza é a base e o seu uso adequado para os diversos tipos de pele, necessidade de cobertura e texturas.

Sua aplicação vem nas primeiras etapas do processo de fazer a maquiagem e, como o hábito de se maquiar está cada vez mais presente nas nossas vidas, o uso da base também.

Frequentando algumas farmácias é possível ver a variedade de produtos com essa finalidade, de oferecer cobertura e uniformizar a pele. Se você for em lojas específicas para produtos de maquiagem, então, tenha certeza que você vai ser bombardeado com tipos, formas e texturas existentes do produto.

A indicação de produtos por profissionais dermatologistas é a forma mais correta de garantir o melhor efeito para o seu tipo de pele na hora de escolher os produtos.

Esse é um profissional especializado em pele, indicado para você conhecer as necessidades da sua pele e os cuidados adequados e eventuais intervenções de ácidos ou lazer.

Muitas das blogueiras e instagirls que temos como referências não são profissionais da área e estão apresentando sua opinião como consumidoras, falando de efeito, cor e durabilidade – produtos que se adequaram a elas podem não se adequar a você e, inclusive, pode ter ainda a situação de uma eventual alergia.

Há muito tempo os produtos de maquiagem eram acusados de fazer mal a pele, porque sua composição pouco levava em conta a saúde da pele, tendo como objetivo apenas entregar a cor e a textura prometidos.

Atualmente esse cenário mudou e os cosméticos estão ficando cada vez menos nocivos e até passaram a cuidar da pele quando aplicados. As marcas estão se atentando e investindo cada vez mais em princípios ativos que beneficiam a pele hidratando, protegendo do sol, regulando a oleosidade e até com componentes anti-idades.

Ver também: Veja tipos de makes que homens adoram ver você usar

Resumindo…

A base está deixando de ser apenas um item de beleza para corrigir a pele do rosto, e agora promove também a melhoria da pele e prevenção de envelhecimento ou problemas como acnes e oleosidade.

Sua função principal é uniformizar a pele e esconder manhas e imperfeições, se tornando essencial em qualquer maquiagem. Prevenir a oleosidade do rosto e disfarça o brilho de suor são outros efeitos esperados e prometidos.

Os lançamentos mais novos de marcas já consagradas nesse tipo de produto e as novas linhas que estão surgindo em outras refletem melhor a nova geração de consumidoras, que se preocupa com a saúde da mente e do corpo, e com o rosto não seria diferente.

Sendo assim, cada vez mais produtos protegem o rosto do sol, do frio, hidratam a pele, previnem rachaduras e têm princípios ativos anti-idade. Vitaminas, minerais e proteínas que atuam ao penetrar nas camadas da pele e protege-la e prepara-la para o dia.

Tudo isso fica visível na pele oferecendo a cobertura perfeita, uma textura cada vez mais leve, fixação duradoura e partículas que iluminam a pele. As mulheres costumam passar a base pela manhã e retirar o produto apenas a noite, principalmente para dormir.

Isso também chamou a atenção dos fabricantes que trabalharam em fórmulas e composição adequada para esse tipo de uso e identificando a necessidade de incrementar esse produto e produzi-los com mais tecnologias e ativos que agregam benefícios de tratamento.

Para escolher uma base de boa cobertura e que trate a pele e a proteja dos efeitos químicos e do sol é preciso buscar além dos benefícios estéticos e avaliar a expertise em produtos de tratamento das marcas.

Os benefícios de tratamento das bases são promovidos pelos ativos presentes nas suas fórmulas. Uma boa base pode reunir ao mesmo tempo hidratantes, fator de proteção solar, antioxidantes e antiidades.

E o mais importante deles é o FPS, que pode prevenir inúmeros danos causados pela exposição ao sol, sendo o mais simples deles o envelhecimento precoce da pele. Então na hora de escolher sua base, lembre-se que é possível prevenir o envelhecimento da sua pele.

Conhece os dermocosméticos?

Também são chamados de cosmecêuticos tem ação mais profunda na pele do que um cosmético, no entanto tem efeito menor do que um medicamento. São produtos de uso tópicos e podem ser classificados como medicamentos ou cosméticos.

Medicamentos são voltados para tratamento, alívio ou prevenção de doenças e precisam apresentar estudos que comprovem seus efeitos, segurança e eficácia ao serem inspecionados pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no Brasil.

Já os cosméticos server para embelezar e agir contra o envelhecimento precoce, mas não alteram estrutura e função da pele. Os dermocosméticos estão no grupo dos cosméticos e, por isso, não precisam de receita médica para serem comercializados.

Um excelente exemplo nacional é a marca de dermocosméticos Dermage e sua linha de maquiagem (existem diversas outras linhas de tratamento) possui coleção completa com todos os itens necessários para fazer uma produção linda.

Os princípios ativos dos dermocosméticos são baseados em estudos científicos, criados em laboratório e com fórmulas patenteadas. Nos cosméticos, o uso dos princípios ativos é livre e o uso de produtos democratizado, como exemplo temos a aloe vera, óleos vegetais, vitaminas e até algas marinhas.

Os cosméticos também possuem menor quantidade princípios ativos em suas fórmulas do que os cosméticos. Além disso, os dermocosméticos possuem componentes necessários para garantir a sua ação com eficácia e costumam ser produtos hipoalergênicos, que não levam componentes como perfumes, conservantes ou corantes e assim diminuem a chance de alergias e irritações.

Os cosméticos em sua maioria possuem esses componentes, aumentando a chance de problemas de pele com o seu uso.“Os dermocosméticos têm ativo com maior capacidade de penetrar nas camadas mais profundas da pele e promovem modificações fisiológicas que melhoram a aparência da pele, efeitos sempre comprovados por estudos clínicos.

Os cosméticos alteram só a aparência da pele, limpam, perfumam, hidratam e protegem”, informou a dermatologista Silvia Takakuwa ao site Minha Vida, e completa que os cosméticos agem de forma superficial, mas não tratam do problema. Os cosmético ajudam a cobrir manchas, disfarçar olheiras e espinhas ou hidratar a pele, já os dermocosméticos irão atuar no tratamento da imperfeição desejada e são eles os mais indicados para tratamento de rugas, cicatrizes, clareamento de manchas e olheiras.

Como os cosméticos e dermocosméticos agem de formas diferentes, eles têm efeitos diferentes. Para uma pele com aparência externa melhor e mais visual deve-se fazer o uso do cosmético. Os resultados dos dermocosméticos promovem uma alteração interna que só depois de algum tempo irá ficar evidente, por levar mais tempo tem uma melhora da pele mais eficaz ao tratar de fato o problema.

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: