VEJA COISAS QUE CASAIS MELOSOS GOSTAM DE FAZER E CAUSAM VERGONHA ALHEIA

VEJA COISAS QUE CASAIS MELOSOS GOSTAM DE FAZER E CAUSAM VERGONHA ALHEIA
Avalie esse artigo

 

Quando um casal está no início de uma relação, a paixão torna com que eles queiram expressar seus sentimentos continuamente e publicamente, assim como aqueles casais que já passaram pela fase da paixão e são declarados como “casais melosos”. O entusiasmo em ambos os tipos de casais costuma ser acima da média, assim como as declarações de amor.

Segundo especialistas, a maioria dos “casais melosos” são unidos mais por sentimentos de apego do que de amor propriamente dito. Por isso desenvolvem atitudes extremamente carinhosas para encobrir alguns sentimentos como: a necessidade de controle, a posse, a dependência emocional e a necessidade de reconhecimento constante de suas qualidades.

Casais com esse perfil são protagonistas de cenas de amor exageradas e causam a famosa “vergonha alheia” àqueles que são mais sutis em suas declarações. Por isso, selecionamos algumas coisas comumente realizadas por casais melosos. Você já presenciou ou até foi protagonista de alguma das cenas abaixo?

Ver também: Confira os mitos e as verdades dos homens sobre a respeito das vaginas:

Comemoram “mesversario” de namoro 

Não se trata de comemorar aniversário de namoro ou de casamento – que são datas importantes para o casal e merecem ser celebradas – mas a celebração dos meses de namoro.  Casais melosos sempre aproveitam qualquer tipo de oportunidade para mostrar aos demais o quanto são felizes juntos.

Dessa forma, recorrem a postar fotos românticas em redes sociais nessas datas, agregando as fotos declarações públicas de amor. Tal forma de comportamento em lugar de parecer aos demais uma forma de compartilhar um momento único se torna até ridículo em alguns casos.

Falam com voz de criança 

Certamente alguém já presenciou um casal imitando vozes de crianças para trocar palavras de carinho e/ou elogiar o outro. Alguns evitam esse tipo de comportamento em público, outros já preferem fazer questão de falar dessa forma em frente de outras pessoas. Essa forma de comportamento se torna constrangedor para quem presenciar uma situação como essa.

Segundo pesquisas, alguns casais falam com voz de criança como forma de aprofundar a intimidade e gerar segurança no outro. Mesmo que muitas vezes isso ocorra de forma inconsciente, em alguns casos podem ser um indício de que a relação não é tão sólida como aparentam ser.

Não se desgrudam 

Casais melosos sentem uma necessidade quase enfermiça de ficar o tempo todo em contato físico com o outro, geralmente de mãos dadas ou abraçados. Estar no mesmo ambiente não é suficiente, assim como a individualização deles. Ao se perceberem como o casal deixa de ser duas pessoas e se tornam um só. É impossível conversar com um sem que o outro esteja por perto.

Ter esse tipo de comportamento pode indicar mais a falta de confiança no outro, do que em um ato de carinho e atenção. É muito comum que um “casal meloso” tenha problemas para deixar o outro sozinho sem algum tipo de controle da sua parte.

Criam perfil conjunto em redes sociais

A individualidade deixa de existir até nas redes sociais. Ao criarem um espaço para ambos, não desperdiçam a oportunidade de expor a sua vida como casal, como estão apaixonados assim como, os passeios e momentos que passam juntos. Como constatamos no item anterior, eles passam a se tornar uma pessoa.

A construção de um perfil único nas redes sociais acaba não sendo apenas uma forma de mostrar aos demais a forma com que se relacionam, mas sim como dependem um do outro e fazem praticamente tudo juntos.

Além de causar momentos constrangedores quando alguém pretende falar com algum deles pelas redes sociais, saberá que o outro também irá ler qualquer tipo de diálogo que estiverem tendo..

Se beijam muito e em todos lugares

Mais uma demonstração de afeto que gostam de compartilhar com todo mundo, em qualquer lugar, são os beijos. Mas não percebem que há lugares que são inadequados para tais demonstrações, principalmente se forem beijos demorados e apaixonados.

Causam incomodo e constrangimento nas pessoas que estão por perto quer sejam conhecidos ou desconhecidos. Com esse tipo de atitude, passam a ideia de que não se importam com quem está a sua volta, apenas com eles mesmos.

Por que agem assim?

Segundo especialistas, o namoro é uma fase em que há o reconhecimento de um pelo outro em uma relação. É nessa etapa em que se inicia a primeira busca do equilíbrio emocional pelo casal.

Para aqueles que pretendem seguir com o relacionamento e fazer com que ele se torne um casamento posteriormente, terá que aprender a ser companheiro, a dividir sua intimidade, assim como respeitar os limites do parceiro.

Não se trata da construção de uma relação sufocante e dependente. Aqui o objetivo é o desenvolvimento do afeto ou do amor, não do apego. A felicidade de um não pode depender exclusivamente do outro.

Cada um precisa manter a sua individualidade e realizar atividades que lhe são prazerosas, sem a presença do companheiro, tais como sair com os amigos ou dedicar o seu tempo a uma atividade física.

Para os casais que se identificaram como “casal meloso” ou que não gostariam d se tornarem um, uma dica para deixar de sufocar o outro, e permitir o desenvolvimento de cada um na relação sem dependência do outro, é estabelecer um tempo exclusivo na semana para a realização de alguma atividade individual.

Esse tipo de exercício é ideal também para estimular a confiança no outro, bem como a criação de um diálogo mais franco e direto. Confiar em outra pessoa leva o seu tempo, é necessário ter paciência e ir conquistando aos poucos. Quando não há confiança e a relação passa a ser cada vez mais sufocante, ocorre o seu desgaste e o decorrente fim da mesma.

É preciso ficar atento a “casais melosos”, pois segundo especialistas quando um dos dois apresenta sinais de que não quer se separar do outro de forma alguma; a necessidade permanente de controle; ou até o sentimento de posse muito forte, é necessário estabelecer um diálogo desde o inicio do relacionamento, pois tal comportamento pode esconder algum tipo de carência ou insegurança.

 

 

 

 

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: