Viver o amor, não apenas presentear a pessoa amada

Viver o amor, não apenas presentear a pessoa amada
Avalie esse artigo

As relações amorosas são formadas por duas pessoas que se ama, no mínimo o que pode se perceber é que cada uma dessas pessoas tem a sua parcela de responsabilidade para um bom relacionamento.

Cabe a cada um, portanto, refletir sobre a sua parte em todas essas histórias. E é justamente nesta reflexão que me proponho a ajudar. O amor está sempre a frente dos demais sentimentos parece ser bem simples e claro que o amor tem um certo protagonismo e rouba toda cena e ditando o rumo das relações. Sua abrangência nos monstra que há varias formas não só de se amar, como também varias definições do  que podemos dizer o que é o amor.

Ver também: Descubra se sua felicidade tem preço

Não destrua seu relacionamento por causa da possessividade

A possessividade não se trata apenas de dominar a outra parte, mas também de enxergar o seu companheiro como suspeito, quando na realidade ele não fez nada; tudo surge como uma reação em cadeia, onde a posse e a dominação do outro são maiores a cada dia.

Numa fase inicial a possessividade pode ser interpretada como uma demonstração de amor, mas quando se converte em um traço persistente e negativo, acabam surgindo fissuras no relacionamento; qualquer relação, independentemente do quão profunda e intensa for, deve ter espaço e liberdade para ambas as partes, mas em um relacionamento onde exista uma pessoa possessiva, isso pode acabar destruindo a convivência.

O amor

Simplesmente sabemos que estamos amando alguém, porque alguma coisa em nosso interior se agita quando dessa pessoa estamos por perto. É algo que nos desperta a sensualidade, que nos chama para a vida, que a faz prazerosa, valendo a pena ser vivida…
Sendo esse sentimento que surge de inopino, e que toma de assalto nossa alma, nosso pensamento, nosso coração, como determinar o que pode ser certo ou errado nos casos de amor.

Se criaturas de mesmo sexo sentirem-se atraídos um pelo outro, sentir que sua vida assim deve ser vivida, não deve prender-se a preconceitos que insistem em dizer ser errado esse amor.

Um corpo masculino, atraindo olhares e desejos de outro corpo masculino, ou um corpo feminino que produza o mesmo efeito em outro corpo feminino, por se desejarem reciprocamente, apenas querem desfrutar do prazer que  poderão sentir um ao lado do outro.

Na realidade, não querem ver limites nesse amor, e tampouco admitem qualquer preconceito, pois com toda a naturalidade, sentem que seu amor é sem defeito, por saberem que é um amor autentico,  verdadeiro.

Esse sentimento que os domina, tem toda a reciprocidade da parceria, que  também assim o deseja, e vê que a felicidade apenas poderá ser atingida se estiverem juntos, pois é um amor feito de sexo e ternura, de carinho, desejo e muita sinceridade.

Ambos se completam em seu companheirismo. Por que então determinar que um amor assim é errado? Errado é quem vive uma mentira, e eles estão vivendo uma verdade.

Uma verdade que é deles, que a eles pertence, como a vida lhes pertence. Entender o contrário, não aceitar a homosexualidade já pode ser considerado como homofobia.

Assim, se o amor realmente existe, deve ser vivido, pois da felicidade não se desiste. Por ela, enfrenta-se preconceitos, e olhares de desprezo. Temos que nos lembrar sempre de que o amor é a fonte de tudo, da vida, do nascimento, e até da morte.

Por vezes pode até provocar algum lamento, causado por tolos preconceitos, ou por problemas de nossa cabeça.Mas sempre será esse sentimento, que se chama amor, que à nossa vida dá calor, mesmo que por vezes possa nos causar dor.

De um ato de amor, nascemos, procurando por ele, sempre vivemos. Sempre desejamos viver um amor, e não é lícito esperar-se que apenas por preconceitos, tenhamos que abrir  mão do chamado amor de nossa vida.Sentindo esse amor que desperte nossa sensualidade, devemos vive-lo, sem nos ater a tolos preconceitos que tentem dizer ser certo ou errado o amor que estamos vivendo.

Quem sabe disso é nossa alma, que está sentindo esse amor, sem procurar saber como a Sociedade o considera.Para que se desperte uma quente sensualidade, não existe preconceito quando se sabe e se quer amar…Pessoas de mesmo sexo se apaixonarem, se sentirem aquela quente vibração, aquela atração que mexe com o corpo, e que dá vida ao coração, por que ao  amor não se entregar, deixando-se por preconceitos tolos levar?

Se esse corpo ao lado do seu desperta seu desejo, entregue-se a ele, entregue-se a esse amor sem pejo…
Se quisermos viver um amor de qualidade, temos que apenas pensar se existe reciprocidade.
Amando e sendo amados, há que se viver o amor, sem pensar em muitas besteiras, e sempre procurando o amor viver. 

Não deixe de demostrar o amor que você sente amanhã

Seja recíproco e esteja atento aos sinais, perceba quem vale a pena e não o perca, mesmo que isso custe caro, a recompensa será redobrada. Mas não se esqueça que a vida é justa, você só conhecerá essa pessoa, se tiver créditos com o merecimento. Querer um amor todos nós querermos, estou falando de conquista.

Nunca deixe de dizer o quanto alguém é importante na sua vida. Demonstre, faça acontecer, não se acomode. Todo pouco é muito quando se está apaixonado. Os detalhes são notáveis, os gestos fazem toda a diferença. Não há nada mais motivador do que uma mensagem carinhosa antes de dormir, ou acordar com uma surpresa qualquer.

Ter alguém para amar, hoje em dia, tornou-se uma sorte. Valorize quem dedica um tempo à você, quem faz planos ao seu lado, abre mão da própria vontade para satisfazer as suas. Reconheça quem te oferece os dois braços quando você precisa apenas de uma mão, quem te conquista, te cuida e te protege.

Quem se esforça para estar com você e não usa a desculpa para fugir dos compromissos. Quem quer um relacionamento sério com você, compartilha os sonhos e, além de tudo, é disponível em qualquer minuto que você estiver precisando.

Segure forte e não solte a mão de quem não desiste por qualquer problema, insiste nas diferenças e agrega nas suas qualidades. Agarre pela cintura quem faz morada em um abraço e opta por ficar, quando os demais vão embora.

Tem dias que são assim mesmo, pesados. O coração quer sair para fora do peito e gritar, os olhos transparecem o que a alma sente. E não há nada que possam falar para nos sentirmos confortados. É como uma tristeza profunda e sem grandes explicações.

O sorriso esconde-se entre os lábios. É preciso muita força para empurrar com a barriga, uma vontade de deitar na cama e levantar somente no dia seguinte. Com esperança de que tudo tenha passado ao amanhecer.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: