ZONA DE CONFORTO PODE PREJUDICAR SEU RELACIONAMENTO?

ZONA DE CONFORTO PODE PREJUDICAR SEU RELACIONAMENTO?
Avalie esse artigo

Quando ouvimos a palavra conforto, nos vem à mente sentimentos como proteção, segurança, bem estar. Porém o termo “zona de conforto” amplia esse espaço de segurança e nos remete a um outro contexto. Estar na zona de conforto é estar seguro, onde ações, comportamentos e pensamentos estão livres da sensação de medo e ansiedade.
Já no relacionamento, essa sensação de segurança nos remete à um limite entre o conforto e a preguiça, onde a falta de cuidado, ao desleixo no relacionamento que pode ocasionar o “esfriamento” da relação.

Estar na zona de conforto também significa mais intimidade, o que é positivo, considerando que é na intimidade que nos abrimos e construímos uma relação mais verdadeira e real.

Temos muitos exemplos de pessoas que entram em um relacionamento de cabeça, se entregam inteiras. Não é difícil encontrar casais em crise no seu relacionamento. Ate que ponto a chamada zona de conforto pode provocar crise entre casais? Depende. Um relacionamento, pra chegar nesse nível, demanda muito tempo.

Você precisa estar acostumado e se sentir livre o suficiente com seu parceiro. É preciso compreender seu parceiro, conversar e descobrir o que realmente está errado ou ruim pra alguma das partes.

Ver  Também: COMO CURAR CIUMES DOENTIO NO RELACIONAMENTO?

1. VOCÊ ESTÁ NA ZONA DE CONFORTO?

Segundo uma pesquisa recente entre 2000 casais, construir uma boa relação demanda tempo. Aprender a compartilhar a vida e o espaço com o parceiro, os relacionamentos precisam durar, em média, 11 meses e 24 dias.
A zona de conforto é caracterizada por aquele espaço onde você pode se abrir sobre qualquer assunto com o seu parceiro, porém algumas pessoas podem achar desgastante por estar na mesma situação há muito tempo.

Você percebe que está entrando na zona de conforto quando o relacionamento cai na rotina e você já não sente mais aquele “friozinho” na barriga com o parceiro. Obviamente, ainda pode existir um sentimento recíproco, por isso muitas vezes vale a pena lutar e mudar isso, mas tudo demanda tempo e muita coragem.

Por exemplo, pense em um casal que está à muitos anos juntos, tem filhos, os dois trabalham, digamos que caíram na rotina, mas nunca se perguntaram sobre a felicidade dos dois. Obviamente existe um medo interior de sair da rotina, um receio a mudar o que já se está acostumado a viver por anos. Sair da rotina não é tão fácil, mas pequenas mudanças podem ser decisivas para a uma relação sadia e feliz.

O ser humano tende a se acomodar ao que é conveniente para si e acaba abrindo mão de certos sentimentos, como a própria felicidade. Enquanto há amor, vale a pena estar na zona de conforto, mesmo que não signifique estar feliz? Mas se há amor, porque não tentar refletir e procurar ser feliz fora da sua zona de conforto?

2. RECEIO DE MUDANÇA

As mudanças trazem um certo receio e provoca medos e inseguranças. O que temos que entender é que a mudança é constante e em alguns casos necessária. Estar na zona de conforto, como disse anteriormente, necessariamente não quer dizer que seja algo ruim se você está feliz, afinal, esse não é o objetivo da vida? Tudo que desejamos é amar, ser amado e viver em harmonia.

É necessário coragem pra sair da zona de conforto e inserir conteúdos novos nas relações. Não é fácil. O medo é a maior causa dos relacionamentos entrarem na zona de conforto, vem de ser humano. O casal tem que compreender que a mudança nem sempre é ruim para o relacionamento, que algumas mudanças são saudáveis e vitais para sua sobrevivência.

O importante para um casal é saber que se há amor, felicidade, união, mesmo em uma zona de conforto, não é prejudicial ao relacionamento. Porém quando essa zona de conforto começa a gerar uma crise entre o casal, talvez seja a hora da mudança.

É muito importante ser corajoso nessa hora e estar sempre disposto a entender a si mesmo e ao parceiro. Não há motivo pra temer a mudança, mesmo que sair da zona de conforto signifique ir à uma zona onde há ansiedade, medo, tudo passa com o tempo e é sempre bom experimentar coisas novas.

3. COMO SAIR DA ZONA DE CONFORTO?

Estar na zona de conforto significa estar feliz com seu relacionamento? Às vezes a procura da felicidade pode te ajudar a sair da rotina. O casal por estar nessa situação, tem mais intimidade, mais vínculo e segurança para conversar abertamente, dizer de forma clara o que gosta ou não gosta e corrigir o que não esta tão bom. Casais que estão na zona de conforto tem mais facilidade pra sair dela, pois tem a intimidade como grande aliada..

Sair da zona de conforto pode ser bem desesperador para algumas pessoas. É preciso ter coragem pra agir e sair da comodidade, e, nem sempre por um fim na relação é o mesmo que sair da zona de conforto. Se você ama o seu parceiro, vale a pena tentar mudar pra salvar seu relacionamento. Sair da rotina ou mudar é sempre saudável.
As principais maneiras de sair da sua zona de conforto é fazer algo que você nunca fez antes no relacionamento, procurar sair pra passear, sair da internet, fazer coisas produtivas, impor sua opinião, viajar, ir em lugares que nunca foram antes, desenvolver habilidades de sedução com seu parceiro.

Superar seus limites, ampliar sua maneira de ver o mundo, desenvolver habilidades, são alguns resultados da saída da sua zona de conforto. Claro que pra isso acontecer, a força pela mudança, a coragem, tem que ser da vontade de ambos. Os dois precisam querer a mudança e se empenhar pra que ela aconteça.

Sair com amigos é uma ótima forma de sair do comodismo. Fazer programas românticos, pequenas surpresas e declarações sinceras ajudam muito. É importante lembrar que nem sempre essa seja a solução pra um relacionamento. É claro que sair do comodismo sempre é bom, a mudança no ser humano o torna cada vez mais humano, abrindo caminho para novas perspectivas e possibilidades.

Clique Aqui para Deixar um Comentário Abaixo 0 comentários

Deixe uma Resposta: